Igreja do Carmo
Secretaria da Cultura São Paulo- PROAC ICMS -UFDPC- apoio Hydro Acro -Itu

Direção- Jose antonio Barros Freire
Depoimentos
Prof. Percival Tirapeli - UNESP
Prof. Julio Moraes - PUC
Prof. Dalton Sala
A Igreja,Convento e Seminário de Nossa Senhora do Carmo é um dos conjuntos arquitetônicos mais importantes do município de Itu,
Declarado Patrimônio Histórico Artístico Nacional no ano de 1967. Localiza-se na Praça da Independência- Centro Histórico-
Edificada no século XVIII com o forro da capela mor pintado por Frei Jesuíno do Montecarmelo .
Mario de Andrade identifica Jesuino como representante
do Barroco Paulista .
Coordenação- Ivete Gonzalez
Produção
Verena Nascimento
Domitila Gonzalez
fotografia rodrigo gutierrez -edição alfredo emil-
imagens aéreas Comte. Hamilton
Cons. História
Prof Jonas Soares de Souza

Participação Especial
MAESTRO RICARDO BERNARDES
Musicas DVD -AMERICANTIGA
Jesuino Montecarmelo - Hino Pange-
Maestro - Luiz Roberto de Francisco
Coral Vozes de Itu
Arte
Tom Maia
Juliano Shigueru
Trilhas /pesquisa
Antonio Ribeiro
sonorização
Alfredo Emil
Luciano Wind
Coral Vozes de Itu -
Conservatorio de Tatui

Secretaria da Cultura São Paulo- PROAC ICMS -UFDPC- apoio Hydro Acro -Itu

Comentar

Você precisa ser um membro de Cafe Historia para adicionar comentários!

Entrar em Cafe Historia

Links Patrocinados

documento histórico

Encontro histórico: Manuel Bandeira, Chico Buarque, Tom Jobim e Vinicius de Moraes. Década de 1960. Foto: Pedro de Moraes (Acervo Inst. Tom Jobim)

Conteúdo da semana

Depoimento do coronel reformado do Exército, Paulo Malhães, ex-agente do Centro de Informação do Exército, que atuou em diversas missões de extermínio de opositores da ditadura e também na Casa da Morte. No depoimento, ele admite tortura, mortes, ocultações de cadáveres e mutilações de corpos.

Cine História

Em busca de Iara

No clima dos 50 anos do golpe civil-militar de 1964, chega aos cinemas brasileiros o novo documentário de Flavio Frederico, “Em busca de Iara”.

Sinopse: Este documentário relata a trajetória excepcional de Iara Iavelberg. Apesar de ter uma situação financeira confortável, ela decidiu abandonar a família e investir na luta armada durante a ditadura militar. Iara teve uma relação amorosa com o capitão Carlos Lamarca, e morreu em 1971, aos 27 anos de idade.

Parceiros


Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Fale Conosco

Encontrou alguma mensagem racista, preconceituosa ou ofensiva no Café História? Entre em contato conosco. Teremos o prazer em ajuda-lo(a):

Nosso email: cafehistoria@gmail.com

Parceria: NIEJ-UFRJ

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

© 2014   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }