Em Israel é o dia de lembrar o genocídio que levou à morte mais de seis milhões de judeus na Segunda Guerra Mundial. Trata-se do Dia do Holocausto, ou Yom Hashoá, em Hebraico.

O ritual é tão importante que muitos judeus do mundo inteiro viajam à Polônia para relembrar o horror nazista numa viagem chamada Marcha da Vida, incluíndo aí muitos brasileiros.

É um dia de luto. Os estabelecimentos comerciais fecham, as tevês exibem programas, documentários e especiais que discutem a tragédia ocorrida há mais de 60 anos . Um dos momentos mais simbólicos do dia acontece às 10h, quando uma sirene ecoa por todo o país. Ela indica que é hora de todos pararem tudo o que estiverem fazendo e dedicar um minuto de silêncio por aqueles que se foram. É como se a população, o país inteiro congelasse por um minuto. Nem o trânsito escapa.

O filme em questão foi registrado em Abril de 2008.

Exibições: 376

Comentar

Você precisa ser um membro de Cafe Historia para adicionar comentários!

Entrar em Cafe Historia

Comentário de Stefano em 29 abril 2011 às 18:21
é uma hipocrisia Israel lembrar desse dia
Comentário de sheyla martim em 9 junho 2010 às 16:54
Essa é a melhor homenagem que se poderia fazer a seres humanos que sofreram tamanha violência.

Links Patrocinados

EVENTO EM DESTAQUE

café história acadêmico

Período Regencial: Confira na íntegra o artigo "Revisitando o passado em tempos de crise: federalismo e memória no período regencial (1831-1840), de Luiz Geraldo Santos da Silva e Ariel Feldman. Clique aqui

Cine História

Ida

Premiado na última cerimônia do Osar, o polonês "Ida" é uma das mais interessantes produções atualmente em cartaz no Brasil.

Sinopse: A jovem noviça Anna (Agata Trzebuchowska) está pronta para prestar seus votos e se tornar freira, só que antes disso, por insistência da Madre Superiora (Halina  Skoczynska), vai visitar a única familiar restante: tia Wanda (Agata Kulesza), uma mulher cínica e mundana, defensora do Partido Comunista, que revela segredos sobre o seu passado. O nome real de Anna é Ida, e sua família era judia, capturada e morta pelos nazistas. Após essa revelação, as duas resolvem partir em uma jornada de autoconhecimento, para descobrir o real desfecho da história da família e onde cada uma delas pertence na sociedade.

Parceiros


Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

© 2015   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }