Esta foto mostra uma reunião de coronéis, potentes chefes dos sertões da Paraíba do Norte. Homens que mandavam e desmandavam, faziam e desfaziam. Escrever sobre eles é uma satisfação sem beira. Primeiro, veja quem são:
 
Em pé, da direita para a esquerda:
 
Deputado Pedro Bezerra, de Alagoa do Monteiro; Coronel José Pereira, de Princesa Izabel;Inocêncio Nobre, cunhado de Zé Pereira; Matos Rolim, de Cajazeiras; Oscar Soares e o Jornalista Celso Mariz, biógrafo do Padre Ibiapina.

Sentados, seguindo a mesma ordem:

José Gaudêncio, de São João do Cariri; Antônio de Souza Lacerda Nitão, de Itaporanga; Governador Solon de Lucena; Governador João Suassuna e Miguel Sátiro, de Patos.

Quando iam à Paraíba (esse era o nome da capital) os chefes-políticos do Sertão costumavam se hospedar no HOTEL CENTRAL. Lá, reuniam-se para discutir política e tomar decisões em grupo.

 

Não acredito que Lula tenha cultura nem pra ter conhecido a história de Francisco Heráclito do Rego, seu conterrâneo de Limoeiro – PE.

Mas mesmo assim o está imitando. O Coronel Chico Heráclito costuma dizer aos seus amigos no Recife: “é muito melhor mandar no prefeito do que ser o prefeito de Limoeiro”. “Não tenho que me expor em campanhas eleitorais, nem ser chamado disso ou daquilo; boto lá qualquer pau mandado, e depois quem mandará sou eu mesmo. Pronto e acabou-se”.

Tenho a impressão que Lula está chegando a essa conclusão. Talvez nem volte depois de Dilma (...). Está descobrindo ou descobrirá que, com o eleitor que temos, ele será o “Coronel” sem ter que se expor em campanhas eleitorais ou eleitoreiras (...). 



Limoeiro ia disputar uma partida de futebol com Garanhuns. Todos de pé esperando a entrada do Coronel antecedido por um fortão levando a cadeira de balanço pro Coronel Chico Heráclito assistir ao jogo, confortavelmente. Logo se saída o árbitro marca um pênalti contra Limoeiro. Tumulto. Correm todos para bater no juiz. Desesperado ele corre e cai, quase debaixo da “preguiçosa” do Coronel, que levanta a bengala e param todos.
- Qual é o problema, seu juiz?
- Marquei um pênalti contra Limoeiro e deu nisso, Coronel. E agora querem me desmoralizar.

- O senhor não será desmoralizado. Vai bater o seu pênalti, só que a favor de Limoeiro. Limoeiro ganhou de 1 x 0. O Coronel Chico Heráclito aplaudido a La Pavarotti. RSS

Lula pode até ganhar de 10 x 0. Dessa forma e com o aval de muita gente boa. RSS

Parei. Não falarei mais sobre eleições. Poderei falar sobre lei. RSS

"A lei é como uma cerca - quando é forte a gente passa
por baixo; quando é fraca a gente passa por cima." (Coronel Chico Heráclito)

"No Brasil, a justiça é singular. E a corrupção é plural." (Coronel Chico Heráclito)

Dito e feito, tudo isso em 1954. É triste. Vai se repetir.


(Do blog a furiosa, em 25 Outubro 2010)

Exibições: 975

Comentar

Você precisa ser um membro de Cafe Historia para adicionar comentários!

Entrar em Cafe Historia

Links Patrocinados

Cine História

Era uma vez em Nova York

Acaba de chegar aos cinemas brasileiros o filme "Era uma vez em Nova York", do diretor James Gray ("Amantes", "Os Donos da Noite").

Sinopse: Em 1921, as irmãs polonesas Magda (Angela Sarafyan) e Ewa Cybulski (Marion Cotillard) partem em direção a Nova Iorque, em busca de uma vida melhor. Mas, assim que chegam, Magda fica doente e Ewa, sem ter a quem recorrer, acaba nas mãos do cafetão Bruno (Joaquin Phoenix), que a explora em uma rede de prostituição. A chegada de Orlando (Jeremy Renner), mágico e primo de Bruno, mostra um novo amor e um novo caminho para Ewa, mas o ciúme do cafetão acaba provocando uma tragédia.

café história acadêmico

Maquiavel: confira na íntegra a dissertação "O Fantasma de Maquiavel: Antimaquiavelismo e razão de Estado no pensamento político ibérico do século XVI", defendida por Bruno Silva de Souza, Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

EVENTO EM DESTAQUE

Parceiros


Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

Atenção!

O Café História respeita a opinião de todos nos mais diversos espaços da rede. Reserva-se, no entanto, o direito de suspender textos de teor ofensivo, agressivo ou que sustente preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com o bom senso e as leis brasileiras. Da mesma forma, o Café História poderá suspender membros que publiquem este tipo de conteúdo. Se identificar algum conteúdo ofensivo ou comportamentos inadequados, por favor notifique-nos: cafehistoria@gmail.com

© 2014   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }