AS COMUNIDADES HUMANAS DO TERRITÓRIO ANGOLANO: OS KHOI-SAAM


Os khoi-saam, Bochimanes ou ainda Kamussequeles foram os 1º que habitaram em Angola, povos não bantos, não eram de raça negra mas sim boximanes. Existiam no sul de Angola, no
deserto do Namibe, mas as guerras, as doenças, a fome e a exploração colonial dizimaram
por isso são hoje muito pouco; falam a língua Oukancala, nunca formaram reino ou estado em Angola,
pós viviam em tribos sob forma da época primitiva.



Eles apresentavam as seguintes características;



Ø Estatura pequena ou pegmoides;



Ø Pele castanha, claros e livremente amarelados;



Ø Cabelos piquemos;



Ø Olhos orientais;



São conhecido como caçadores utilizando armas pequenas, arcos, flechas, e eram nómadas. Estrutura muito baixa, não falam a língua articulada mais sim por estalidos.



PRODUÇÃO E ACTIVIDADE



Com agricultura e a pastorícia tornaram-se sedentários e habitavam em savanas divididas em numerosas tribos, produziam massango, massanbala e carne que servia da base da sua
alimentação.



ARTE


Na arte os Khoi-saam utilizavam pinturas e escultura em rochas onde retratavam cenários de guerra, de caça, dança e cerimónias religiosas. Quando os primeiros indivíduos de raça
negra (os bantos), entraram em Angola habitaram em todo o território e os
khoi-saam tímidos foram obrigados a viverem em zonas escondidas como no semi-deserto
do sul de Angola.







Exibições: 1666

Tags: Angola, Bantos, khoi-saam, território

Comentar

Você precisa ser um membro de Cafe Historia para adicionar comentários!

Entrar em Cafe Historia

Links Patrocinados

Cine História

Cuba Libre

Está em cartaz nos cinemas brasileiros o filme “Cuba Libre”, de Evaldo Mozarzel.

Sinopse: Phedra de Córdoba é uma atriz transexual, nascida em Cuba, mas exilada no Brasil há mais de cinco décadas. As razões de sua partida foram a incompatibilidade com o regime de Fidel Castro e a profunda transfobia vigente na ilha. Décadas depois, Phedra retorna a Cuba para descobrir as transformações do país, na época em que a filha de Fidel, Mariela, luta por uma maior aceitação de gays, lésbicas, transexuais e transgêneros.

café história acadêmico

Biografia: confira na íntegra o artigo da historiadora Mary Del Priore: "Biografia: quando o indivíduo encontra a história". Resumo:A biografia, uma das primeiras formas de história – depois das dos deuses e de homens célebres –, retém cada vez mais a atenção dos historiadores. Todavia, a moda da biografia histórica é recente. Com efeito, até a metade do século XX, sem ser de todo abandonada, ela era vista como um gênero avelhantado, convencional e ultrapassado por uma geração devotada a abordagens quantitativas e economicistas.

EVENTO EM DESTAQUE

Parceiros


Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

Atenção!

O Café História respeita a opinião de todos nos mais diversos espaços da rede. Reserva-se, no entanto, o direito de suspender textos de teor ofensivo, agressivo ou que sustente preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com o bom senso e as leis brasileiras. Da mesma forma, o Café História poderá suspender membros que publiquem este tipo de conteúdo. Se identificar algum conteúdo ofensivo ou comportamentos inadequados, por favor notifique-nos: cafehistoria@gmail.com

© 2014   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }