Arquivo Café História | História em 140 Caracteres

História em 140 Caracteres 

Cada vez mais popular entre internautas brasileiros, Twitter é uma ferramenta de comunicação que pode auxiliar o trabalho de historiadores e educadores

Em janeiro de 2009, um avião Airbus A320 com 155 pessoas a bordo realizou um pouso forçado no rio Hudson, em plena cidade de Nova York. As imagens do pouso fantástico estamparam os principais jornais online do mundo em pouco menos de meia hora. No entanto, as primeiras fotos do acidente não foram registradas por nenhum fotojornalista dos jornais “New York Times” ou do “New York Post”, mas sim pelo empresário Janis Krum, que estava dentro de um barco de resgate. Krum fez a foto em seu telefone celular e a enviou para o até então desconhecido serviço de microblog Twitter, acompanhado da seguinte mensagem: "Há um avião no rio Hudson. Estou no barco que está indo pegar as pessoas. Loucura". Dali em diante, o Twitter deixaria de ser mais uma rede social online obscura, para se transformar em uma das ferramentas de comunicação mais poderosas da internet.

Lançado em 2006 por Jack Dorsey, o Twitter é um serviço online gratuito que permite aos seus usuários o envio e a leitura de mensagens de outros usuários cadastrados, por meio de de textos com o máximo de 140 caracteres, os tweets, pela internet ou pelo celular. (Para saber mais sobre o seu fácil uso, acesse: http://cafehistoria.ning.com/page/para-que-serve-twitter-1)

Na época de seu lançamento, o Twitter foi visto com bastante desconfiança. As pessoas achavam as suas curtas mensagens muito restritivas, além de o seu conteúdo, provocado pela pergunta "O que você está fazendo?", bastante fútil e voyeur. Mas o tempo provaria o equívoco desta avaliação. Eventos como o do pouso do avião no rio Hudson e muitos outros, como os atentados da Índia (novembro de 2008) e a morte de Michael Jackson (junho de 2009), mostraram que o Twitter é uma poderosa e inédita ferramenta de comunicação para jornalistas, empresas, marketeiros e profissionais de todas as áreas do conhecimento. Informação é poder e o twitter fornece muita informação.

Twitter para Historiadores

Pegando carona nas novas tecnologias da informação e da comunicação, historiadores e educadores também têm muito a ganhar com o uso do Twitter. Não é difícil entender o motivo. Vint Cerf, um dos pais da internet, em recente visita ao Brasil, disse que o ao contrário do que pensávamos, o poder não está em acumular informação, mas em distribuí-la. O Twitter é uma representação desta mudança de paradigma. Sabendo como utilizar, historiadores e educadores vão poder produzir e distribuir sua própria informação, gerar fontes alternativas de notícias, rompendo (não sem um pouco de dificuldade) com antigos centros de poder informacional. Isso é o Twitter: o poder de fragmentar o poder. É o empoderamento do indivíduo.

Se mesmo assim você ainda possui dificuldades para compreender como o twitter pode ajudá-lo a ser um melhor historiador ou educador, nós vamos lhe dar alguns motivos. Esqueça o twitter como um lugar para dizer o que está comendo ou a que filme você vai ver no cinema. O Twitter pode usar de mil outras formas, muitas delas bastante úteis e culturalmente importantes:

- é um espaço de divulgação de informações e dados de pesquisa histórica;

- é um instrumento poderoso de marketing de seu blog ou site de história;

- permite a leitura e publicação de notícias sobre história e educação;

- ele lhe permite acesso a grandes pensadores contemporâneos;

- é um espaço para troca de perguntas e respostas, para o compartilhamento de experiências em sala de aula, arquivo ou outras instituições freqüentadas por historiadores;

- é um canal de comunicação de instituições de ensino e de fomento à pesquisa;

- é uma das ferramentas de mobilização social e política mais importante de nossa era.

A História e a Educação estão sendo beneficiadas por uma série de revoluções, dentre as quais a revolução provocada pelas novas mídias. Não fique de fora dessa onda. Faça parte desse momento incorporando essas novidades como parte de sua prática profissional, como o seu modo de estar no mundo. As tecnologias não resolvem, claro, os nossos antigos problemas estruturais e conjecturais, mas nos oferecem uma ajuda imprescindível para tal missão.

Se você gostou do Twitter, o Café História pode lhe indicar alguns materiais que vão deixar a sua vida digital mais fácil, divertida e proveitosa. Para saber como criar uma conta no twitter, clique aqui. Quer saber mais sobre a relação entre Twitter e educação? Então, acesse o artigo "Um Guia de Twitter para Professores" ou "Twitter - O que é Isso e porque eu deveria usar" (Ambos em um inglês bem fácil). Por fim, se você quer mesmo é saber o que há de bom em termos de história, nós indicamos cinco perfis imperdíveis que estão Twitter: http://twitter.com/Cafehistoria | http://twitter.com/RHBN | http://twitter.com/historiaemfoco | http://twitter.com/Historia_Viva | http://twitter.com/hojenahistoria

Exibições: 192

Comentar

Você precisa ser um membro de Cafe Historia para adicionar comentários!

Entrar em Cafe Historia

café história acadêmico

Lançamento: A 13ª Edição da Revista Ars Histórica está no ar cheia de novidades. Nesta edição, os leitores encontrarão o dossiê "Império Português em Perspectiva: Sociedade, Cultura e Administração (XVI-XIX)" apresentado pelo Prof. Dr. Antonio Carlos Jucá, PPGHIS-UFRJ. Clique aqui para conferir na íntegra.

bibliografia comentada

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

Atenção!

O Café História respeita a opinião de todos nos mais diversos espaços da rede. Reserva-se, no entanto, o direito de suspender textos de teor ofensivo, agressivo ou que sustente preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com o bom senso e as leis brasileiras. Se identificar algum conteúdo ofensivo ou comportamentos inadequados, por favor notifique-nos: cafehistoria@gmail.com

Fale Conosco

Encontrou alguma mensagem racista, preconceituosa ou ofensiva no Café História? Entre em contato conosco. cafehistoria@gmail.com

dicas de dezembro

© 2017   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }