Arquivo Café História | Memórias de uma Guerra sem Fim

Memórias de um Guerra sem Fim

"The Pacific", nova série do canal HBO promete agradar tanto ao estudioso quanto ao fã de Segunda Guerra Mundial. Saiba o motivo de tanta expectativa pela estréia do programa

Em abril de 2010, os aficionados por Segunda Guerra Mundial terão um ótimo motivo para comemorar. É que o canal a cabo HBO começa a transmitir a aguardada minissérie americana "The Pacific". E com uma defasagem bastante pequena em relação a TV americana.

"The Pacific" é composta por dez capítulos, cada um com uma duração de 60 minutos, baseado nas memórias de três marines americanos (Robert Leckie, John Basilone e Eugene Sledge) que lutaram na Segunda Guerra Mundial, mais especificamente no front do Pacífico. Nos Estados Unidos, o primeiro episódio da minissérie foi transmitido em um Teatro Chinês de Hollywood completamente lotado. Tanto frisson faz sentido: "The Pacific" é a série televisiva mais cara da história, com um orçamento de US$ 200 milhões, tendo ainda uma produção executiva assinada por ninguém menos do que Steven Spielberg e Tom Hanks, parceria que gerou o filme "O Resgate do Soldado Ryan" (1998) e a excelente minissérie também da HBO, "Band of Brothers" (2001).

- Queríamos homenagear a coragem dos marines americanos na batalha".Mas também queríamos que as pessoas dissessem: 'não sabíamos que nossas tropas fizeram isso aos japoneses', disse recentemente Hanks à revista "Time".

Muitos fãs e críticos vêem "The Pacific" como uma espécie de continuação de "Band of Brothers", que contava a história da Easy Company, integrante da Airbourne 101 do exército americano, durante os dois últimos anos da Segunda Guerra Mundial, no teatro de guerra Europeu. Lançada em 2001, a produção - também assinada por Hanks e Spielberg - destacou-se não só por seus efeitos especiais impressionantes, mas ter uma narrativa muito longe dos tradicionais filmes heroicos e românticos sobre a guerra contra o Eixo. Em "Band of Brothers", o destaque era o horror da guerra, contado sob o ponto de vista daqueles que participaram do campo de batalha. As cenas da ficção eram entrecortadas com depoismentos de soldados sobreviventes.

"The Pacific" utiliza a mesma narrativa, a mesmo moral e até mesmo recursos de edição e pós-produção. Isso fica logo evidente na abertura da série, conforme conferiu o Café História. O primeiro episódio mostra a chegada dos fuzileiros do Tio Sam chegando a ilha de Guadalcanal, na Oceania, em 1942, naquilo que foi a primeira ofensiva dos Estados Unidos contra o Japão. No episódio, são reveladas as primeiras impressões sobre o conflito: o heroísmo era inquestionável, o conflito logo seria resolvido com uma vitória rápida e ainda, que os japoneses não passavam de "malditos macacos amarelos", como vários soldados americanos se referem a um japonês rendido e com o qual praticavam uma espécie de tiro ao alvo vivo. Alguns soldados não sabiam sequer pronunciar o nome da ilha onde estavam combatendo.

Gostou? Então fique ligado às datas de estréia do canal HBO (http://www.hbo-br.tv/). Ou, se quiser conhecer mais a historia desse conflito, acesse a série de artigos intitulada "Guadalcanal, o Verdun do Pacífico", publicado pelo site "Grandes Gu...". Para ler mais sobre a grande produção americana, clique aqui para ler uma resenha da Revista Veja. "The Pacific" tem tudo para agradar o fã de história e marcar a história da TV com mais uma bela história sobre a maior guerra de todos os tempos.

Exibições: 128

Comentar

Você precisa ser um membro de Cafe Historia para adicionar comentários!

Entrar em Cafe Historia

café história acadêmico

Lançamento: A 13ª Edição da Revista Ars Histórica está no ar cheia de novidades. Nesta edição, os leitores encontrarão o dossiê "Império Português em Perspectiva: Sociedade, Cultura e Administração (XVI-XIX)" apresentado pelo Prof. Dr. Antonio Carlos Jucá, PPGHIS-UFRJ. Clique aqui para conferir na íntegra.

bibliografia comentada

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

Atenção!

O Café História respeita a opinião de todos nos mais diversos espaços da rede. Reserva-se, no entanto, o direito de suspender textos de teor ofensivo, agressivo ou que sustente preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com o bom senso e as leis brasileiras. Se identificar algum conteúdo ofensivo ou comportamentos inadequados, por favor notifique-nos: cafehistoria@gmail.com

Fale Conosco

Encontrou alguma mensagem racista, preconceituosa ou ofensiva no Café História? Entre em contato conosco. cafehistoria@gmail.com

dicas de dezembro

© 2017   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }