horacio menezes gomes
  • Masculino
  • Fortaleza-Ceará
  • Brasil
Compartilhar
  • Mensagens de blog
  • Tópicos
  • Grupos (24)
  • Fotos (2)
  • Álbuns de Fotos
  • Vídeos

Amigos de Horacio menezes gomes

  • Camilla Gomes
  • Paulo Demetrios
  • Marcelo Taranto Lopes
  • Robson Resende Moreira
  • Francisca Diane Silva Pires
  • Paulo Augusto Mariotto
  • Fernando Gomes Mafra
  • Renato Cesar
  • Milton Cesar Firmo
  • Robinson Pereira da Costa Filho
  • Lucas dos Santos Silva
  • Anete Miranda Dos Santos
  • Adenir Machado
  • Luiz Aparecido Menezes de Godoy
  • Max Wagner
 

Página de horacio menezes gomes

Informações do Perfil

Sobre mim
Gosto muito de História, pois me identifico com o rumo que essa trajetória humana trouxe até hoje. Como historiador, quero apenas despertar o senso crítico, para aja pessoas ao meu redor que não cometam os mesmos erros que o passado fez.
Atividade profissional
Historiador, Estudante
Formação
Graduado
País
Brasil
Estado
São Paulo
Cidade
Santa Salete

Fotos de horacio menezes gomes

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Caixa de Recados (10 comentários)

Você precisa ser um membro de Cafe Historia para adicionar comentários!

Entrar em Cafe Historia

Às 11:39 em 17 agosto 2015, Antonio Sérgio Paes Guimarães disse...

Olá Horácio, fico feliz por você ter escolhido História, afinal um povo sem memória é um povo infeliz, sem valores, sem rumo e sem direção. O conhecimento da História lhe possibilitará um melhor entendimento, não apenas sobre os fatos e acontecimentos, mas também sobre os homens e sobre sí mesmo. Parabéns pela escolha, te desejo boa sorte e me coloco à sua disposição para sugestões. 

Um grande abraço, 

Sérgio Guimarães. 

Às 11:47 em 10 março 2015, Krishnamurti Góes dos Anjos disse...

Aos meus amigos(as) do CAFÉ HISTÓRIA. Compartilho a notícia abaixo e posso enviar para aqueles se interessarem. Meu último livro o Romance O Touro do Rebanho - Memória da Sedição dos Alfaiates de 1798 na Bahia onde se deduz as elementares razões para a pena de enforcamento e esquartejamento de quatro pobres homens do povo, proferida por uma corte de magistrados devassa e corrupta. Editado pela Chiado Editora de Lisboa, foi o vencedor do prêmio Internacional José de Alencar da União Brasileira de Escritores/RJ em 2014.

Baseando-se em documentos reais nunca publicados, a obra (que me tomou oito anos de pesquisas no Brasil e em Portugal), mostra como a Relação da Bahia, concebida para ser a mais alta corte que se poderia recorrer no Brasil, e que julgou os réus acusados da sedição de 1798, chega ao final do século XVIII em um estado de corrupção moral tamanha, que recebeu viva repreensão do próprio Conselho Ultramarino de Lisboa. Prova a existência de um plano do chefe da Divisão das Armadas Navais da República Francesa para o apoio militar que aquela nação daria à Conjuração Baiana e finalmente, aponta para os fortes indícios da participação de elementos ligados à Conjuração mineira de 1789, na conjuração baiana, sugerindo articulações políticas entre esses movimentos pela Independência do Brasil. 365p Impresso em Lisboa. R$ 40,00 (com frete incluso- em todo o Brasil), e devidamente autografado. 

Às 12:18 em 3 maio 2014, Bruno Leal disse...

Salve, Horácio. Se descobrir alguma coisa te informo. Mas fique ligado em nosso perfil no Facebook. abs!

Às 10:10 em 28 fevereiro 2014, Bruno Leal disse...

Bom dia, Horacio!

Quero agradecer a sua participação nos espaços de debate do Café História.

Obrigado por contribuir com o espaço! Sinta-se em casa por aqui.

Abraço e uma ótima semana para ti!

Às 19:41 em 22 fevereiro 2014, Marcelo Taranto Lopes disse...

É muito bom tê-lo  aqui. Espero poder trocar informações a respeito de temas comuns.

Abraço

Às 18:13 em 28 janeiro 2014, Rafael Camargo disse...

Boa noite Horácio! Marc Bloch e Febve foram os fundares da Annales d’Histoire Économique et Sociale, da origem a chamada Escola de Annalles como você mencionou.

Sugiro algumas leituras para que eu não seja muito extenso:

http://wesleycarvalho.com.br/wp-content/uploads/Marc_Bloch_-_Apologia_da_Hist%C3%B3ria.pdf

http://www.coracoralina.ueg.br/visao_academica/revista/2012_abril/producao_historiografica.pdf

www.periodicos.ufgd.edu.br/index.php/historiaemreflexao/article/.../588

todos sobre Annales que podera entender um pouco mais sobre os autores que procuras

Às 15:46 em 28 janeiro 2014, Eder Carlos Cardoso Diniz disse...

Olá Horácio! Encontrei esse site onde vc pode baixar o livro do Peter Burke que fala sobre a escola dos annales! Boas leituras!

http://blogdorosuca.files.wordpress.com/2010/11/a-escola-dos-annales-1929-1989-a-revolucao-francesa-da-historiografia.pdf

Às 12:15 em 13 janeiro 2014, Antonio Sérgio Paes Guimarães disse...

Valeu Horácio, um feliz 2014 para você e de muito aprendizado para todos nós!

Sérgio.

Às 14:01 em 8 janeiro 2014, Jorge Gualdino Goncalves disse...

Obrigado.  Com muito gosto. 

Às 21:10 em 27 dezembro 2013, Milton Cesar Firmo disse...

Olá Horácio,

É um prazer pode trocar ideias,seja bem vindo !!

 
 
 

café história acadêmico

Lançamento: A 13ª Edição da Revista Ars Histórica está no ar cheia de novidades. Nesta edição, os leitores encontrarão o dossiê "Império Português em Perspectiva: Sociedade, Cultura e Administração (XVI-XIX)" apresentado pelo Prof. Dr. Antonio Carlos Jucá, PPGHIS-UFRJ. Clique aqui para conferir na íntegra.

bibliografia comentada

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

Atenção!

O Café História respeita a opinião de todos nos mais diversos espaços da rede. Reserva-se, no entanto, o direito de suspender textos de teor ofensivo, agressivo ou que sustente preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com o bom senso e as leis brasileiras. Se identificar algum conteúdo ofensivo ou comportamentos inadequados, por favor notifique-nos: cafehistoria@gmail.com

Fale Conosco

Encontrou alguma mensagem racista, preconceituosa ou ofensiva no Café História? Entre em contato conosco. cafehistoria@gmail.com

dicas de dezembro

© 2017   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }