Página de Roseli Maria Bergozza

Informações do Perfil

Atividade profissional
Professor, Pesquisador
Formação
Mestrando
Cidade
Caxias do Sul

Caixa de Recados (8 comentários)

Você precisa ser um membro de Cafe Historia para adicionar comentários!

Entrar em Cafe Historia

Às 20:30 em 30 outubro 2010, SERGIO ROBERTO disse...
Roseli, eu sou seu colega no grupo "Era Vargas"
é o seguinte, eu postei um topico la
"Vargas e o coronelismo"
voce poderia ir la e responde-lo ?
Abraco
Às 7:19 em 29 junho 2010, Merilin Baldan disse...
Olá Roseli. Vi sua mensagem na página do Michel de Certeau, na qual você expõe o conceito de circularidade do autor e o uso que você faz na sua pesquisa. Eu trabalho com a história das idéias pedagógicas e a questão da representação e suas relações de continuidade, de ruptura e de circularidade são importantes. Li apenas uma obra do M. de Certeau (Escrita da História), mas fiquei curiosa para ler algo dele sobre representações e circularidade; poderia me indicar uma (ou mais) obras em que ele trata desse conceito?

Abraçs,

Merilin
Às 20:29 em 26 fevereiro 2010, Jorge Carvalho do Nascimento disse...
Roseli:
Não sei que aconteceu. O e-mail jocarna@uol.com.br está ativíssimo e com muio espaço na caixa. Vou pedir a você a delicadeza de envia-lo outra vez, com cópia para jocarnajorge@hotmail.com
Às 22:00 em 17 fevereiro 2010, Roseli Maria Bergozza disse...
Olá , vou mandar, porém está em fase de construção, estou trabalhando muito neste período ,( escrevendo, melhor tentando escrever artigos, e imersa nas fontes primárias), vou arrumar uns "cochilos de digitação" e assim que estiver pronto eu mando. A propósito meu aporte é a História Cultural, na dissertação também trabalho com cultura escolar, difícil as pessoas entenderem que a educação também "é filha do seu tempo"
e como diz Justino Magalhães " Nada na vida de uma instituição escolar acontece, ou aconteceu por acaso, tanto o que se perdeu ou transformou, como aquilo que permaneceu..." Parabéns pela diversidade de temas tratados no blog...
Obrigada.
Às 8:03 em 17 fevereiro 2010, Jorge Carvalho do Nascimento disse...
Não sei se você possui o trabalho em versão digital.... Mas, fiquei muito curioso e gostaria muito de ler... Se tiver em versão dgital pode manda-lo para o meu e-mail jocarna@uol.com.br
Às 8:40 em 16 fevereiro 2010, Jorge Carvalho do Nascimento disse...
Roseli:
Gratíssimo pelo seu nteligente comentário... De um modo gera, comungo com a posição que o seu comentário expressa... Apenas, peço-lhe desculpas pela minha desatenção e solicito a sua generosidade que me ajude a localizar a fonte exata da frase citada por você: "durante os seus momentos de formação, na sua linearidade temporal, a cidade foi conhecida por diversos nomes. Dentre eles..."
Às 21:26 em 28 janeiro 2010, Roseli Maria Bergozza disse...
Certo. Boa viagem!!! agradeço a gentileza.
Às 18:15 em 2 janeiro 2010, Jorge Carvalho do Nascimento disse...
Bem vinda ao grupo Norbert Elias. Contamos coma sua colabração....
 
 
 

Links Patrocinados

documento histórico

Encontro histórico: Manuel Bandeira, Chico Buarque, Tom Jobim e Vinicius de Moraes. Década de 1960. Foto: Pedro de Moraes (Acervo Inst. Tom Jobim)

Conteúdo da semana

Depoimento do coronel reformado do Exército, Paulo Malhães, ex-agente do Centro de Informação do Exército, que atuou em diversas missões de extermínio de opositores da ditadura e também na Casa da Morte. No depoimento, ele admite tortura, mortes, ocultações de cadáveres e mutilações de corpos.

Cine História

Em busca de Iara

No clima dos 50 anos do golpe civil-militar de 1964, chega aos cinemas brasileiros o novo documentário de Flavio Frederico, “Em busca de Iara”.

Sinopse: Este documentário relata a trajetória excepcional de Iara Iavelberg. Apesar de ter uma situação financeira confortável, ela decidiu abandonar a família e investir na luta armada durante a ditadura militar. Iara teve uma relação amorosa com o capitão Carlos Lamarca, e morreu em 1971, aos 27 anos de idade.

Parceiros


Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Fale Conosco

Encontrou alguma mensagem racista, preconceituosa ou ofensiva no Café História? Entre em contato conosco. Teremos o prazer em ajuda-lo(a):

Nosso email: cafehistoria@gmail.com

Parceria: NIEJ-UFRJ

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

© 2014   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }