Página de Patrícia Almeida Alves

Informações do Perfil

Sobre mim
Portuguesa, natural de Lisboa,
Professora profissionalizada da disicplina de História dos Ensinos Básico e Secundário no Colégio Manuel Bernardes (Paço do Lumiar/Lisboa);
Mestre em História Moderna e Doutoranda em História e Cultura do Brasil na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (Clássica);
Pesquisadora do Projecto Resgate "Barão do Rio Branco" no AHU (Arquivo Histórico Ultramarino);
áreas de especialização Brasil Colonial; História de Portugal (sécs. XV-XX); Didáctica da História; História da Justiça em Portugal; Arquivistica e Paleografia/Diplomática Medieval e Moderna...
Leitura, Musica, Dança, Prática de Desporto; viajar...
Atividade profissional
Historiador, Professor, Pesquisador
Formação
Doutorando
Cidade
Amadora/Lisboa

Caixa de Recados (11 comentários)

Você precisa ser um membro de Cafe Historia para adicionar comentários!

Entrar em Cafe Historia

Às 11:54 em 12 julho 2009, Zulma Sônia de Paula disse...
Oi, cara amiga, que bom ter notícias suas. Por aqui também muito trabalho. Estou de férias por 15 dias na escola (estou a dar aulas no período noturno), mas os trabalhos de monografia não acabam, sempre tem alguém querendo uma orientação, uma revisão, enfim, trabalho o tempo todo. Hoje dediquei um pouco de tempo à minha casa, arrumando algumas coisas para as quais nunca tenho tempo. Tenho aprendido muito com os meus trabalhos. No próximo semestre vou trabalhar com a historiografia sobre a independência, o ensino de História nos últimos cinquenta anos e a ideologia da segurança nacional durante o Regime Militar. A bibliografia já está selecionada e terei que estudar muito. Como está o seu trabalho? Perto de concluir ou ainda falta muito? Quero lhe fazer um convite: acesse a rádio do meu filho (Gabriel) na Web (www.cem01.listen2myshow.com). Ele já tem alguns ouvintes aí em Portugal e nos daria muito prazer contar com a sua participação. Ele costuma ficar no ar entre 20 e 23 horas. Esperamos você! Beijos. Zulma
Às 7:10 em 21 abril 2009, António Jorge P Palma Figueiredo disse...
Patrícia, prazer em conhecê-la por aqui ! e mesmo à porta !
Acontece que na minha profissão, divagando por esse mundo fora, e principalmente para o Brasil, fui adquirindo muito material, não só para mim mas também para preparar um espólio referente a esse país, com o objectivo de me dedicar, após a reforma, à actividade de livreiro
( alfarrabista )!
O projecto foi para a frente - Livraria Santiago na calçada do Duque, 19-b, numas escadinhas nas traseiras da estação do Rossio, e www.livrariasantiago.com , mas a procura por livros referente à história do Brasil, não teve, nem tem, muita procura.
Vou no entanto, procurar ver se existe alguma coisa referente ao seu tema ! Depois digo qq coisa.
bjs
Às 21:50 em 14 abril 2009, Maria Renata disse...
Olá, Patrícia,

Eu é que agradeço a sua participação. Sim, a idéia é apresentar as oportunidades fora do país também. Gostaria de saber se vc pode me indicar alguns sites de busca nas Universidades do Porto, do Minho, Nova de Lisboa e de Lisboa mesmo. Sei, ainda que há muitos concurso de monografias e teses para publicação e financiamentos para pós doutorado em Portugal, mas, sinceramente, sequer sei como buscá-los, que palavras chave usar, enfim, se puder me ajudar com isso seria ótimo! Por aqui, vou postando os concursos para professores assistentes (mestres) e adjuntos (doutores), as oportunidades de publicação e de participação em projetos como os da Unesco e do Terceiro Setor (ongs, sociedades culturais, entre outros). A idéia é apresentar o campo de trabalho dos historiadores atual e trocar informações sobre vagas e serviços em geral.

Muito obrigada pela mão estendida e saiba que aqui tem outra se precisar.

Abraços,

Maria Renata.
Às 10:53 em 14 abril 2009, Zulma Sônia de Paula disse...
Olá, querida! Graças a Deus a minha agenda está bem estruturada e tudo tem corrido a contento. Obrigada pela oferta de ajuda, se precisar peço mesmo. E a sua pesquisa, como está? Um grande abraço! Zulma
Às 15:14 em 7 março 2009, Maria Renata disse...
Olá ,

Sou Maria Renata e estudo Retórica e eloquência no Rio de Janeiro do início do século XIX. Acabo de montar um grupo sobre Concursos, vagas e oportunidades de pesquisa e gostaria de convidá-lo a fazer parte dele.

Grata pela atenção,

Maria Renata.
Às 11:44 em 1 janeiro 2009, Zulma Sônia de Paula disse...
Às 22:02 em 7 dezembro 2008, Zulma Sônia de Paula disse...
Adorei que vc tenha colocado a foto! Te desejo um bom feriado. Por cá, vou trabalhar. Tenho uma monografia para revisar. Tudo de bom! Zulma
Às 10:22 em 22 novembro 2008, Zulma Sônia de Paula disse...
Que tal os textos? Servem à tua pesquisa? Bom final de semana! Zulma
Às 11:15 em 20 novembro 2008, Zulma Sônia de Paula disse...
Se na sua região houver algum projeto que use biografias em cursos de graduação, deixe um comentário para mim, por favor. Zulma
Às 0:34 em 12 julho 2008, Leandro F. Lima da Silva disse...
Oi, Patrícia. Sei que tem já tem um tempo que você pediu uma ajuda sobre a Justiça na Colônia, em especial no final do século XVIII.

Se ainda te interessar, a mais recente obra sobre isso é a de Arno Wehling e Maria José Wehling sobre o Tribunal da Relação do Rio de Janeiro, desde a sua fundação na década de 1750 até 1808. Abarca, portanto, o período que você quer.

A referência completa é:

WEHLING, Arno e WEHLING, Maria José. Direito e Justiça no Brasil Colonial: Tribunal da Relação do Rio de Janeiro (1751-1808). Rio de Janeiro: Renovar, 2004.

Espero tê-la, de alguma maneira, ajudado.

Abraços!
 
 
 

Links Patrocinados

documento histórico

Versão digitalizada do decreto que aboliu a escravatura no Brasil, dando origem à Lei Áurea. O documento é assinado pela Princesa Imperial Regente Isabel, pelos senadores Primeiro Vice-Presidente Antônio Candido da Cruz Machado, Primeiro Secretário Barão de Mamanguape e pelo Segundo Secretário do Joaquim Floriano de Godoi. O manuscrito original faz parte do acervo do Arquivo do Senado Federal. Faça aqui o download em alta resolução desta importante peça da História do Brasil: http://goo.gl/ewCcee

Conteúdo da semana

Depoimento do coronel reformado do Exército, Paulo Malhães, ex-agente do Centro de Informação do Exército, que atuou em diversas missões de extermínio de opositores da ditadura e também na Casa da Morte. No depoimento, ele admite tortura, mortes, ocultações de cadáveres e mutilações de corpos.

Cine História

Cortinas Fechadas

Chega aos cinemas brasileiros o drama iraniano dirigido por Kambolza Partovi e Jafar Panahi, “Cortinas Fechadas”.

Sinopse: Vivendo em prisão domiciliar após ter sido condenado pela justiça iraniana, sob a acusação de denegrir a imagem do governo do presidente Mahmoud Ahmadinejad com seus filmes, o cineasta Jafar Panahi tem seu cotidiano apresentado neste filme.

Parceiros


Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Fale Conosco

Encontrou alguma mensagem racista, preconceituosa ou ofensiva no Café História? Entre em contato conosco. Teremos o prazer em ajuda-lo(a):

Nosso email: cafehistoria@gmail.com

Parceria: NIEJ-UFRJ

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

© 2014   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }