...

Informações do Perfil

Atividade profissional
Historiador, Professor, Estudante, Pesquisador
Formação
Pós-Graduando (L.sensu)
Estado
Paraná
Cidade
Marmeleiro

Caixa de Recados (6 comentários)

Você precisa ser um membro de Cafe Historia para adicionar comentários!

Entrar em Cafe Historia

Às 10:54 em 14 abril 2012, Bruno Leal disse...

Salve, Giba! Bom dia!

Queria parabeniza-lo por suas ótimas intervenções em fóruns e grupos do Café História. É muito bom contar com a presença de colegas interessados no bom debate. Sinta-se em casa aqui na rede. Um grande abraço,

Às 21:23 em 8 fevereiro 2012, SERGIO ROBERTO disse...

Giba, me tire uma duvida;

 

Na Republica Velha (1889-1930) os trabalhadores das fazendas dos

"coronéis" não eram mais os antigos escravos que a lei da Abolição

libertou, mas sim camponeses, eles eram livres perante a lei, mas

na pratica sofriam varios abusos como o voto de cabresto, minha

pergunta é;

 

Quem eram esses camponeses "livres" das fazendas dos "coronéis"

na Republica Velha;

 

1º os imigrantes europeus que vieram substituir os escravos ?

 

2º os ex escravos ?

 

3º gente daqui do Brasil mesmo ? (pessoas "brancas" e pobres brasileiras...)

 

Quem eram eles ???

 

Abraco

Às 12:48 em 12 dezembro 2011, Bianca Salazzar disse...

Amigos do Café História!!!

Peço a ajuda de vocês para salvar um prédio histórico na cidade de Santo Antonio da Paatrulha/RS, popularmente chamado de Antigo Hospital do Dr. Alvarez.  É um dos poucos prédios em arquitetura neoclássica que temos em nossa cidade, se não o único, e está em ruínas, foi reconhecido pelo poder público e principalmente pela população patrulhense como Patrimônio Histórico Cultural. Estamos fazendo um abaixo assinado online, através da Petição Pública, para SALVAR-LO, portando peço a vocês que nos ajudem assinando a petição.

É rápido e fácil, nos ajude a salvar a nossa História...
Clique no link abaixo e assine...
 Nossa história pede SOCORRO!!! Patrimônio em risco!!!
Às 21:36 em 28 agosto 2011, João Roberto Laque disse...
Olá!
Um personagem ímpar da história recente do Brasil está fazendo 80 anos.
De presente, ele ganhou uma biografia (o livro Pedro e os Lobos) e está na edição eletrônica da revista Caros Amigos deste mês.
Saiba mais sobre a louca vida de Pedro Lobo de Oliveira acessando:
www.pedroeoslobos.blogspot.com
Às 17:41 em 3 janeiro 2011, Elizabeth W R Torresini disse...

Giba, posso te indicar algumas leituras. Elas estão no texto de introdução do meu doutorado. Se me enviares um endereço, posso te mandar um exemplar do livro. O que achas?

Aguardo. Abraço.

Às 14:55 em 2 janeiro 2011, Elizabeth W R Torresini disse...
Giba, agradeço a tua mensagem e o comentário elogioso sobre o meu livro. É claro que posso trocar umas ideias contigo. Estou à disposição. Grande abraço.
 
 
 

Links Patrocinados

Cine História

Não pare na pista

Chega aos cinemas brasileiros o aguardado filme cinebiografia de Paulo Coelho, "Não pare na pista -  a melhor história de Paulo Coelho", dirigido por Daniel Augusto. 

Sinopse: Cinebiografia de Paulo Coelho, o filme se concentra em três momentos distintos da carreira do escritor: a juventude, nos anos 1960 (período em que é vivido pelo ator Ravel Andrade); a idade adulta, nos anos 1980 (Júlio Andrade); e a maturidade, em 2013, quando refaz o Caminho de Santiago (Júlio Andrade, maquiado). Usando como base depoimentos do próprio Paulo Coelho, a história perpassa os momentos mais marcantes da vida do autor, como os traumas, a relação com as drogas e a religião, sexualidade e a parceria com o músico Raul Seixas.

café história acadêmico

Ensino de História: Confira o artigo “A guerra das narrativas: debates e ilusões em torno do ensino de História”, da historiadora Christian Laville, da Universidade Lava, Quebec. Resumo: Em quase todas as partes do mundo, os programas escolares exigem que o ensino da história desenvolva nos alunos a autonomia intelectual e o pensamento crítico. Há muito tempo não se vê mais a missão de incutir nas consciências uma narrativa única glorificando a nação ou a comunidade. No entanto, quando o ensino da história é questionado nos debates públicos, é sempre com referência a esse tipo de narrativa: embora não fazendo mais parte dos programas, esse continua sendo o único objeto dos debates. Este artigo dá inúmeros exemplos atuais de tais debates, antes de concluir que são provavelmente vãos e que as pessoas se iludem sobre os efeitos reais da história ensinada. Alguns exemplos também são dados a esse respeito. Clique aqui para acessar.

EVENTO EM DESTAQUE

Parceiros


Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

© 2014   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }