Segregação Racial nos Estados Unidos (1950) - Bebedouros para brancos e negros

Segregação Racial nos Estados Unidos  (1950) - Bebedouros para brancos e negros

Segregação Racial na Carolina do Norte em 1950: bebedouros para negros e brancos. Foto de Elliott Erwitt | Magnum Photos

Comentar

Você precisa ser um membro de Cafe Historia para adicionar comentários!

Entrar em Cafe Historia

Comentário de Maria Socorro da Silva Aderaldo em 16 setembro 2013 às 15:43

tb ja vi o filme quanto vale ou é por quilo

Comentário de Maria Socorro da Silva Aderaldo em 16 setembro 2013 às 15:42

vi esta cena no filme Mississipe em chamas

Comentário de Bruno Andrade de Britto em 3 abril 2013 às 21:25

O preconceito é uma realidade muito viva.

Comentário de Natasha Petrov em 7 janeiro 2013 às 10:00

preconceito sutil. o reflexo está no salário, cargos importantes e acesso às universidades públicas.

Comentário de Renan em 4 dezembro 2012 às 17:31

Quanto vale ou é por quilo é um ótimo filme sobre isso.....

Comentário de Letícia Peixoto em 27 agosto 2012 às 8:33

O pior de tudo é que o preconceito é algo que se perpetua ...

Comentário de Mauricio AC em 23 junho 2012 às 12:42

Os EUA aboliram a escravidão, mas continuaram o preconceito racial.

Comentário de Amanda Schmidt em 22 junho 2012 às 12:04

Histórias Cruzadas é uma ótima dica de filme sobre o assunto

Comentário de Blendson Batista Santos em 10 abril 2012 às 18:54

foto incrível...em um pais que levou a sério a crença na superioridade racial. 

Comentário de Leonardo Melo em 2 abril 2012 às 8:58

o pior e que muitas pessoas acreditam que preconceito não exite mais.

Links Patrocinados

Cine História

Era uma vez em Nova York

Acaba de chegar aos cinemas brasileiros o filme "Era uma vez em Nova York", do diretor James Gray ("Amantes", "Os Donos da Noite").

Sinopse: Em 1921, as irmãs polonesas Magda (Angela Sarafyan) e Ewa Cybulski (Marion Cotillard) partem em direção a Nova Iorque, em busca de uma vida melhor. Mas, assim que chegam, Magda fica doente e Ewa, sem ter a quem recorrer, acaba nas mãos do cafetão Bruno (Joaquin Phoenix), que a explora em uma rede de prostituição. A chegada de Orlando (Jeremy Renner), mágico e primo de Bruno, mostra um novo amor e um novo caminho para Ewa, mas o ciúme do cafetão acaba provocando uma tragédia.

café história acadêmico

Maquiavel: confira na íntegra a dissertação "O Fantasma de Maquiavel: Antimaquiavelismo e razão de Estado no pensamento político ibérico do século XVI", defendida por Bruno Silva de Souza, Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

EVENTO EM DESTAQUE

Parceiros


Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

Atenção!

O Café História respeita a opinião de todos nos mais diversos espaços da rede. Reserva-se, no entanto, o direito de suspender textos de teor ofensivo, agressivo ou que sustente preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com o bom senso e as leis brasileiras. Da mesma forma, o Café História poderá suspender membros que publiquem este tipo de conteúdo. Se identificar algum conteúdo ofensivo ou comportamentos inadequados, por favor notifique-nos: cafehistoria@gmail.com

© 2014   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }