Segregação Racial nos Estados Unidos (1950) - Bebedouros para brancos e negros

Segregação Racial nos Estados Unidos  (1950) - Bebedouros para brancos e negros

Segregação Racial na Carolina do Norte em 1950: bebedouros para negros e brancos. Foto de Elliott Erwitt | Magnum Photos

Exibições: 4817

Comentar

Você precisa ser um membro de Cafe Historia para adicionar comentários!

Entrar em Cafe Historia

Comentário de Maria Socorro da Silva Aderaldo em 16 setembro 2013 às 15:43

tb ja vi o filme quanto vale ou é por quilo

Comentário de Maria Socorro da Silva Aderaldo em 16 setembro 2013 às 15:42

vi esta cena no filme Mississipe em chamas

Comentário de Bruno Andrade de Britto em 3 abril 2013 às 21:25

O preconceito é uma realidade muito viva.

Comentário de Natasha Petrov em 7 janeiro 2013 às 10:00

preconceito sutil. o reflexo está no salário, cargos importantes e acesso às universidades públicas.

Comentário de Renan em 4 dezembro 2012 às 17:31

Quanto vale ou é por quilo é um ótimo filme sobre isso.....

Comentário de Letícia Peixoto em 27 agosto 2012 às 8:33

O pior de tudo é que o preconceito é algo que se perpetua ...

Comentário de Mauricio AC em 23 junho 2012 às 12:42

Os EUA aboliram a escravidão, mas continuaram o preconceito racial.

Comentário de Amanda Schmidt em 22 junho 2012 às 12:04

Histórias Cruzadas é uma ótima dica de filme sobre o assunto

Comentário de Blendson Batista Santos em 10 abril 2012 às 18:54

foto incrível...em um pais que levou a sério a crença na superioridade racial. 

Comentário de Leonardo Melo em 2 abril 2012 às 8:58

o pior e que muitas pessoas acreditam que preconceito não exite mais.

Links Patrocinados

EVENTO EM DESTAQUE

café história acadêmico

Ditadura e D.Pedro 1: A ditadura Militar reabilitou D.Pedro I. É o que afirma a historiadora Janaína Cordeiro, que acaba de lançar o livro “A ditadura em tempos de milagre: comemorações, orgulho e consentimento”, pela FGV. Confira a entrevista com Cordeiro, acima.  

Cine História

Mapa para as estrelas

Acaba de chegar aos cinemas brasileiros o elogiado “Mapa para as estrelas”, de David Cronenberg (“Cosmópolis”, “Um Método Perigoso”), estrelado com Julianne Moore.

Sinopse: Agatha Weiss (Mia Wasikowska) acabou de chegar a Los Angeles e logo conhece Jerome Fontana (Robert Pattinson), um jovem motorista de limusine que sonha se tornar ator. Eles começam a sair juntos e flertar um com o outro, por mais que Agatha mantenha segredo sobre seu passado. Não demora muito para que ela comece a trabalhar para Havana Segrand (Julianne Moore), uma atriz decadente que está desesperada para conseguir o papel principal da refilmagem de um sucesso estrelado por sua mãe, décadas atrás. Paralelamente, o garoto Benjie Weiss (Evan Bird) enfrenta problemas ao lidar com seu novo colega de elenco, já que é a estrela principal de uma série de TV de relativo sucesso. Entretanto, como esteve internado recentemente, está sob a atenção especial de sua mãe (Olivia Williams) e dos produtores da série, que temem um escândalo.

Parceiros


Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

Parceria: NIEJ-UFRJ

© 2015   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }