Getúlio Vargas - Primeira Carteira Profissional de Trabalho no Brasil (1932)

Getúlio Vargas - Primeira Carteira Profissional de Trabalho no Brasil (1932)

O pai do "trabalhismo" no Brasil recebeu a primeira carteira profissional de trabalho no país. Ano: 1932.

Exibições: 4357

Comentar

Você precisa ser um membro de Cafe Historia para adicionar comentários!

Comentário de mercia maria salsa de aguiar em 22 dezembro 2016 às 20:39

Muito interessante mesmo!

Comentário de Ana Paula Tavares em 11 janeiro 2016 às 21:51

Muito legal!

Comentário de José Evaldo de Souza em 23 novembro 2015 às 12:48

Esse é uma momentos mais importantes na Historia do Brasil, a conquista de um direito para a classe trabalhadora. 

Comentário de Silvaniza Maria Vieira Ferrer em 12 agosto 2015 às 13:46

Para o empregado número 1 do Brasil

Comentário de Brunno Bastos em 27 janeiro 2015 às 9:35

Foi uma grande conquista para os Brasileiros.

Comentário de maria jose silverio em 27 maio 2014 às 18:09

FOI UMA GRANDE CONQUISTA PARA OS TRBALHADORES.

Comentário de ROGERIO MOURA IECKER em 6 setembro 2013 às 9:59

Muito interessante tal documento, só não sabia que fazendeiro era profissão.

Comentário de Sandro Luis de Santana em 2 abril 2013 às 21:29

Muito legal, só faltou umas aspas no "pai", ali na nota de rodapé,  se é que deu para entender. Impressionante como a "Nova República" se aproveita dos Simbologismos para fins do populismo... acho que na verdade o Getúlio poderia ser chamado assim "pai do populismo brasileiro". Hoje sabemos que ele fez escola até na nossa outrora pseudo-esquerda.

Comentário de Natasha Petrov em 7 janeiro 2013 às 10:03

Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) é um documento obrigatório para quem venha a prestar algum tipo de serviço profissional no Brasil.

A carteira de trabalho é um dos únicos documentos a reproduzir, esclarecer e comprovar dados sobre a vida funcional do trabalhador.

Instituída pelo decreto nº 21.175, de 21 de março de 1932, e posteriormente regulamentada pelo decreto 22.035, de 29 de outubro de 1932, o documento garante o acesso a alguns dos principais direitos trabalhistas, como seguro-desemprego, benefícios previdenciários e Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS),Programa de Integração Social (PIS).

Em 1934, o governo do presidente Getúlio Vargas tornou a carteira de trabalho obrigatória para fins de consolidação dos direitos trabalhistas.

As responsáveis pela emissão de carteiras de trabalho é o Ministério do Trabalho e as respectivas gerencias (chamadas antigamente de Delegacias do Trabalho, bem como os Pontos de Atendimento ao Trabalhador (PAT), algumas prefeituras do interior e sindicatos.

Comentário de Eduardo Gonçalves em 4 outubro 2012 às 12:19

A emissão da carteira de trabalho do Vargas foi feita em 1932 ou 1952?

Boletim Café História

Anúncio

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

© 2017   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }