Sérgio Buarque de Holanda: vida e obra

Informação

Sérgio Buarque de Holanda: vida e obra

Este grupo de estudos é dedicado a vida e obra de um dos mais destacados historiadores brasileiros, Sérgio Buarque de Holanda (1902-1982). Seja bem-vindo e bem-vinda!

Membros: 140
Última atividade: 22 Set

Sérgio Buarque de Holanda

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Sérgio Buarque de Holanda: vida e obra para adicionar comentários!

Comentário de Seloé Pacheco em 28 julho 2014 às 22:51

Gostaria que alguém enviasse a sua biografia...

Comentário de Seloé Pacheco em 28 julho 2014 às 22:50

Quando estudante usava muito como referência para minhas pesquisas. Era muito indicado pelos professores...na UFSC. na década de 70

Comentário de LUCIANO DA SILVA OLIVEIRA em 11 abril 2014 às 22:43

Gosto de suas publicações

Comentário de Angela Baptista de Souza em 11 abril 2014 às 18:47

Bn a todos1Eu na minha humildade espero fazer boas amizades e aprender mais.bjos!

Comentário de Ricardo Jorge Borges Guimarães em 7 fevereiro 2014 às 11:57

OK. Bruno obrigado pela dica. Vou preparar um post lá sobre a minha dúvida. Abraço.

Comentário de Bruno Leal em 7 fevereiro 2014 às 7:22

PESSOAL, SUGIRO USARMOS OS FÓRUNS ACIMA. ELES SÃO UMA ÓTIMA FORMA  DE FACILITAR O NOSSO DEBATE. TAMBÉM É POSSÍVEL CRIAR NOVOS FÓRUNS =) 

Comentário de Bruno Leal em 7 fevereiro 2014 às 7:20

Ricardo, você pode criar um novo. O que acha?

Comentário de Ricardo Jorge Borges Guimarães em 23 janeiro 2014 às 12:17

Olá Bruno

Fiquei exatamente com essa dúvida, em qual fórum ou grupo poderia postar, já que na busca não achei nenhum que abordasse o tema.

Abraço

Ricardo

Comentário de Bruno Leal em 23 janeiro 2014 às 11:49

Salve, Ricardo. 

Muito boa a sua pergunta. Faz o seguinte: coloque ela como um dos fóruns do grupo. Assim, conseguiremos concentrar a colaboração dos colegas em um só lugar. O que acha? pode ser? Grande abs!

Comentário de Ricardo Jorge Borges Guimarães em 23 janeiro 2014 às 8:53

Olá Bruno, obrigado pelo convite.
Recentemente, acabei de ler o livro Raízes do Brasil, do Sergio Buarque de Holanda, e até fiz uma busca aqui no Café História, e também estou aguardando o recomeço das aulas para perguntar a um dos meus professores da graduação de História, sobre uma dúvida que surgiu durante a leitura.
É a seguinte: há alguma critica dos portugueses ao livro Raizes do Brasil?
Quanto a sua pergunta, durante os meus estudos de Historiografia Brasileira, fiquei a par da admiração do Sergio Buarque de Holanda, por Max Weber, que durante a leitura de Raízes do Brasil, pude comprovar as várias referências do autor sobre ele.
Abraço
Ricardo

 

Membros (140)

 
 
 

Links Patrocinados

Cine História

A Oeste do fim do mundo

Está em cartaz nos cinemas brasileiros a co-produção Brasil-Aregentina, "A Oeste do fim do fo mundo", de Paulo Nascimento.

Sinopse: Leon (César Troncoso) é um homem introspectivo que vive em um velho posto de gasolina, perdido na imensidão da estrada transcontinental entre a Argentina e o Chile. Seu único amigo é Silas (Nelson Diniz), um brasileiro que volta e meia o visita para trazer peças para consertar a moto dele. Um dia, a paz de Leon é abalada com a chegada de Ana (Fernanda Moro), uma mulher que escapou da tentativa de abuso sexual de um caminhoneiro com quem tinha pego carona. Sem ter para onde ir e no meio do deserto, Ana recebe abrigo de Leon inicialmente para apenas um dia. Só que o tempo passa e ela não consegue sair do local.

café história acadêmico

Felipe II: confira na íntegra a tese de doutorado do historiador José Carlos Vilardaga: "São Paulo na órbita do Império dos Felipes: conexões castelhanas de uma vila da América Portuguesa durante a União Ibérica (1580-1640)". O trabalho foi defendido em 2011 na Universidade de São Paulo.

EVENTO EM DESTAQUE

Parceiros


Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

© 2014   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }