E qual a justificativa?

Exibições: 1806

Respostas a este tópico

Recomendo " A Queda" ( Der Untergang), filme dirigido por Oliver Hirsbbiegel, baseado nos relatos da secretária particular de Hitler, Traud Junge, sobre os últimos dias do regime nazista.
Outra sugestão é um documentário " Nos Braços de Estranhos " The Kindertransport", dirigido por Mark Jonatham Harris, onde é abordado o transaporte de crianças para a Inglaterra com objetivo que as mesmas fossem salvas do destino dos campos de concentração. Ainda existe uma entrevista disponível no youtube com Nicolas Winton, que durante a Segunda Guerra organizou o transaporte de crianças judias da Tchecoslováquia para a Inglaterra, graças á sua iniciativa aproximadamente 669 crianças tchecas foram salvas, seu feito ficou desconhecido por mais de 50 anos até sua esposa encontrar no sotão uma lista de nomes e questioná-lo, basta ir no youtube e digitar pelo nome Nicolas Winton.
Não sei bem se são adequados ao ensino médio (todos os filmes deste tema são dramáticos, mas o mais leve talvez seja A Vida é Bela):
3 filmes de 5 *****
A LISTA DE SCHINDLER (1993), relata a história do checo – Oskar Schindler – que contratou milhares de judeus e polacos para trabalharem na sua fábrica, salvando-os do holocausto, pois desta forma não iam para os compos de concentração. Curiosamente foi este filme que deu visibilidade, ao quase desconhecido português, - Aristides de Sousa Mendes (Cônsul de Portugal em França)- que Steven Spielberg chama , no filme, “ Schindler português" que foi responsável por salvar as vidas de 30 mil judeus, serem passados vistos a refugiados, desobedecendo às regras salazarista .
A VIDA É BELA (1997 ) de Benigni, Nicoletta Braschi e o garoto Giustino Durano) Conta-nos a saga do livreiro Guido Orefice e de como ele conseguiu, por meio da imaginação e da fantasia, transformar os horrores da rotina de um campo de concentração nazista em regras de uma gincana, pelo menos aos olhos do filho de seis anos. Uma comédia que fala do maior drama do século 20: o Holocausto.
O PIANISTA (2002) de Roman Polanski é o drama biógrafico vivido por um pianista e pelo povo judeu desde o início da sua perseguição até ao fim da guerra.Um sobrevivente do holocausto.
A filmografia sobre a Segunda Guerra é vasta e, como tudo na vida, cheia de erros e acertos. Dizer um só filme é difícil pois há diversos focos a serem abordados.
Sobre o Holocausto podemos citar o "TREM DA VIDA" ou "LISTA DE SCHINDLER"
Sobre o Dia D a introdução do "RESGATE DO SOLDADO RYAN" já abre o debate.
Gosto do "CÍRCULO DE FOGO", pois além de prender a atenção pela boa história, fala do lado Oriental da guerra, muitas vezes pouco explorado.
NUNCA, mas NUNCA mesmo "PEARL HARBOR". : )
Gostaria que explicasse o porque de "NUNCA PEARL HARBOR"
Por que é um romance hollywoodiano, sai muito da questão hitórica.. .pra se ter noção, foi deixado de fora na sequencia do ataque a P.H., a chegada da frota de b-17s ao aerodromo e o funcionamento do radar de honolulu, qu eviu a esquadrilha chegando, mas achou que era defeito.... sobre esse assunto, o melhor filme é Tora, Tora, Tora.... muito mais historico e coerente com a sequencia histórica.....

Abraços
Olá Pedro.
Obrigada pela ótima explicação. Apesar de ter uma cópia desse filme, mas ainda não o vi.
Ouço muito elogio, mas por isso estranhei sua colocação, mas agora entendi os motivos.
Abraços.
acho q temos uma filmografia bastante ampla sobre o tema, e mais ainda de todas as matizes ideológicas..prefiro mesclar trechos de documentaristas sóviéticos, os filmes de guerra norte-americanso (importantíssimo, ao meu ver, para a nossa visão do conflito), leni riefenstahl (triunfo da vontade) documentários sobre o DIP de vargas.. estes trechos são passados em sala, como parte didática.. sou um pouco refratario a se utilizar filmes contemporaneos como documento histórico: repito aos meus alunos, "é um filme, não é História".
O menino do pijama listrado. Mostra o ponto-de-vista dos jovens sobre os acontecimentos, seu modo inocente de enxergar a realidade da guerra, deixando evidente o absurdo de sua existência.
Acresceria que o filme se origina do livro, que é excelente. Sou diretora pedagógica de um colégio particular, e um dos nossos cuidados junto à equipe docente, está na escolha dos livros paradidáticos. O livro , com o mesmo nome do filme, foi adotado para o nono ano de 2009, exatamente porque temos no programa o conteúdo de nazismo. Serviu como ponto de partida, para o trabalho do prof+classe. Quanto ao filme ele transcende pontos de vista, ele aborda através da ingenuidade da criança, em sua busca motivada pela curiosidade a descoberta dos horrores do nazi-fascismo.
Este filme é muito bom, tem um drama´particular, que toca os sentimentos e informa, é um filme belo!
Recomendo o filme The One That Got Way, dirigido por Roy Ward Baker. Um filme inglês de 1957 baseado na fuga do piloto alemão, Franz von Werra.

Que interessante, Luis. 

Sabe dizer se é fácil de encontrar?

RSS

Boletim Café História

Anúncio

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

© 2017   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }