O Café História mudou de endereço, plataforma e identidade visual. Clique aqui para conhecer o novo Café História. Nós deixamos de ser uma rede social e somos agora um portal totalmente voltado para a divulgação de história. Nossa principal missão é divulgar o conhecimento histórico produzido nas universidades: para o grande público e para o meio acadêmico. Para entender melhor a mudança, clique aqui. E atenção: o antigo Café História (www.cafehistoria.ning.com) permanecerá online somente até o dia 2 de abril de 2017. Depois disso, todo o seu conteúdo será apagado, inclusive perfis e blogs. Tem algum conteúdo que você queira salvar e não sabe como? Nós temos uma sugestão. Clique aqui e leia o texto até o final. Esperamos contar com você como leitor do novo Café História!

Assine o novo Boletim Café História - receba em seu e-mail nossas novidades

Toda semana nós enviamos um e-mail com as novidades no campo da história e ciências humanas. Quer receber o nosso Boletim Café História? É bem fácil!

Por ser atéia, hoje posso dizer isso com convicção, não vejo importância alguma em se ter uma religião para me guiar e, consequentemente, guiar a humanidade.

Exibições: 7540

Respostas a este tópico

Olá pessoal! Concordo com a Leandra... acredito que os nossos problemas são criados por nós. E não entendo como fundamental ter um "religião".

Mas existe diferença entre religião e religiosidade? ou a grande maioria entende como o mesmo?

Bjs
Obrigada por sua participação e, você também poderia argumentar sobre a diferença entre religião e religiosidade para incrementar ainda mais essa discussão.

Beijos.
Olá Elle! Como vai??

Bem, acredito que há, sim, uma diferença entre religião e religiosidade. A religiosidade é aquilo em que você acredita, seja em Deus, seja em fadas, seja em qualquer tipo de ser superior. A religião é o nome e as regras existentes para se acreditar nisso. Por exemplo: o cristianismo é a crença em Cristo (essa é a religiosidade: a fé, acreditar em Cristo, que ele é o salvador da humanidade); já a religião que se segue podem ser inúmeras que crêem ser Cristo o salvador: catolicismo, pentecostais, neo-pentecostais, espiritismo, etc. As regras e as crenças que se criam é a religião.

Acredito, porém, que religião e religiosidade são confundidos, sim. A religiosidade não precisa da existência de uma religião. Já a religião precisa da existência de uma religiosidade.

Beijos a todos =]
A resposta entre o q é religião e o q é religiosidade me foi dada pelo professor Doutor Martin Dreher da Unisinos,RS.
Ele diz q no brasil existe cada vez mais religiosidade e cada vez menos religião.
Religião tem cânones, regras, dogmas, rito. Religião já está organizada. As pessoas , por não quererem se submeter às regras morais da religião desenvolvem religiosidade. Criam uma religião só para si, com ritos por ela mesma inventada ou sem rito algum. É mais fácil ter religiosidade do q ter/seguir religião;
Keffer
Eu penso que deveria-se primeiramente responder si foi Deus quem criou o homem a sua imagem e semelhança o é o homem quem cria Deus a sua propia imagem e semelhança

Apesar de nao ser adepto da relegiao, entendo como sendo importante para guiar a humanidade num bom caminho, pois sem ela o mundo seria um olocausto, estaria tudo as avessas. Apesar de muitos usar a religiao para fazer mal aos outros

Oi Elle Mitz.

Sim existe diferenças. Agora, depende do autor ou da teoria que voce utiliza. Religião é um conceito gerado para explicar a relação entr eo  Homem e um Ser Supremo, independente de sua relação causal.

Em poucas palavras, diria que religião é um sistema dogmático formado pelo imaginário  e na sua concretização possui atos simbólicos (Cerimônias). Mas isso é muito pouco para explicar diante da complexidade que envolve este conceito.

Já religiosidade é a operosidade para alcance das retribuições dadas pelo divino. Ir a igreja, orar, ir as missas, comungar, participar de grupos religiosos, maneira de vestir, de comer, de falar, hábitos... pertinente a determinados conceitos fazem parte da religiosidade.

Espero ter colaborado, embora gostaria de ouvir outros colegas à respeito.

A religião não é fundamental na vida do ser humano. Contudo a língua com q nós nos comunicamos também não é fundamental. No entanto nós falamos a língua q aprendemos em casa. Portanto a religião é como a língua, é cultural. Quem nasce na Itália, em princípio, fala italiano e é católico. Religião faz parte de nossa identificação.
Parece-me q não possa existir um ateu já q o ateu diz q Deus não existe. Como não há , em princípio, possibilidade de provar a existência de Deus o ateu fica sem argumento já q o que ele diz não pode ser provado. Entendo q a melhor definição seria de vc é agnóstica. O agnóstico diz q não existindo como provar a existência de Deus não é possível/proveitoso discutir sobre Ele.
Keffer
Primeiramente, quero agradecer sua participação.
É, acredito sim que tenha razão quando afirmar sobre eu ser agnóstica sim. Andei lendo muitas coisas por aí, e acredito que esteja certo.

Valeu, abraços.
Olá, é muito legal essa discussão.

Veja, um ateu não diz que Deus não existe, ele apenas não acredita em sua existência.
Se como você diz, em princípio não é possível provar a existência de Deus, quem fica sem argumento são os teístas/religiosos já que o que eles afirmam não pode ser provado.

O ônus da prova cabe á quem faz uma afirmação, então cabe aos teístas/religiosos provarem a existência de Deus.

um abraço.
Olá;

Obrigada por participar dessa discussão. Recentemente fiz um projeto (Jornal Temático de História) na escola a qual leciono, cujo tema foi, Ateísmo, Islamismo e Espiritismo. Confesso que pude colher opiniões valiosas de meus alunos e que renderam grandes debates.

O importante é isso, debater, argumentar, colocar a nossa massa cinzenta para funcionar e, acima de tudo, respeitar a opinião alheia.

Valeu, obrigada.

RSS

Boletim Café História

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

© 2017   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }