Pesquisas recentes informam que de cada 10 congressistas no Brasil, 4 pertencem à Bancada Evangélica. Esses deputados e senadores formam um verdadeiro bloco , para não dizer cartel, que veta tudo que não vá de acordo com a moralidade cristã. Juntando -se a esses , temos a Bancada da Família , grupo de deputados da RCC . Por causa dessa força política , o governo se amedronta e não toca em assuntos importantes como a questão do aborto e da criminalização da homofobia. Nas escolas e instituições públicas há orações cristãs , imagens e em algumas até cultos autorizados. Diante desse quadro , cabe a nós perguntar: o Brasil é ou não um Estado laico como reza a Constituição?

Exibições: 95

Respostas a este tópico

Infelizmente o Brasil não é um estado Laico, em minha opinião, e há um preconceito sem tamanho para com outras religiões e doutrinas aqui presentes, o que é lamentável, mostra somente o quão pequena e alienada é a mente de grande parte dos brasileiros.

Na letra é laico...
Mas penso que isso se dá ao fato de que, no Brasil a maioria esmagadora da população é cristã. 
15 religiões critãs ocupam o topo da lista de fiéis no Brasil em uma lista de 29 grupos diferentes.

Um estado laico-teísta, quem sabe.
Quase tudo no Brasil está lincado à religião.
Nome de cidades e estados, datas comemorativas, enfim... o alicerce é esse.

Mas essa é uma pergunta retórica, Luciano.

O Brasil é uma República laica desde 1889.

Acho que a pergunta correta é: congressistas religiosos são eminentemente diferente de outros?

RSS

Links Patrocinados

EVENTO EM DESTAQUE

Cine História

Saint Laurent

Acaba de chegar aos cinemas o filme "Saint Laurent", de 

Sinopse: Entre os anos 1967 e 1976, o estilista Yves Saint-Laurent (Gaspard Ulliel) reinou sozinho no mundo da alta costura francesa. Esta biografia mostra o seu processo criativo, as fotografias e entrevistas polêmicas, a relação com o marido e empresário Pierre Berger (Jérémie Renier), os casos amorosos extra-conjugais e a relação com o álcool e as drogas, que quase destruíram o império da marca YSL.O avô húngaro de Alex Levy Heller, diretor e roteirista deste documentário, teria escondido um relógio Patek Philippe com seu irmão mais velho antes de ser preso no campo de concentração de Auschwitz. Na busca por esse objeto, Alex faz duas viagens: Uma até a Polônia - atual Romênia e a Israel - usando o relógio como pretexto para descobrir mais sobre a história da sobrevivência de sua família. Na outra, ele entrevista sobreviventes do Holocausto que vieram morar no Brasil, resgatando as memórias dos sobreviventes desse período negro da história

café história acadêmico

Arte: Leia, na íntegra e gratuitamente, o livro “A Era de Caravaggio.

Parceiros


Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

Atenção!

O Café História respeita a opinião de todos nos mais diversos espaços da rede. Reserva-se, no entanto, o direito de suspender textos de teor ofensivo, agressivo ou que sustente preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com o bom senso e as leis brasileiras. Da mesma forma, o Café História poderá suspender membros que publiquem este tipo de conteúdo. Se identificar algum conteúdo ofensivo ou comportamentos inadequados, por favor notifique-nos: cafehistoria@gmail.com

© 2014   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }