Informação

História Antiga

Comunidade dos amantes, pesquisadores e estudiosos da História Antiga (blog: www.ceiauff.wordpress.com)

Site: http://br.geocities.com/ceiauff/index.html
Local: Niterói, RJ
Membros: 798
Última atividade: 27 Out

Grupo de Estudos de História Militar & Núcleo de História do Cristianismo - UFF

"XIV Jornada de Estudos da Antiguidade / I Colóquio de Estudos Vikings e Escandinavos Programação em: http://wp.me/puSYA-lm"
31 de outubro e 1 de novembro de 2012

Mais informações sobre estes e outros eventos em www.ceiauff.wordpress.com
Abertas as inscrições para trabalhos (comunicações) até 04/07/2011: www.ceiauff.wordpress.com

24/06/2010: lançamento na PUC-Rio, de obra póstuma de Emanuel Bouzon sobre Direito Cuneiforme, veja mais informações em http://wp.me/puSYA-fy

Sobre a apresentação e as demais atividades da XI Jornada de Estudos da Antiguidade veja em nosso blog www.ceiauff.wordpress.com


abertas as inscrições para apresentação de trabalhos na XI Jornada de Estudos da Antiguidade



@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

O Grupo de Estudos de História Militar é vinculado ao Centro de Estudos Interdisciplinares da Antigüidade (CEIA) da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói, RJ.

Na imagem do grupo "Mars, Dieu romain de la guerre", pintura de Pietro di Cristoforo Vannucci (c.1448-1523), dito Le Pérugin, datada entre 1496 e 1500.

http://br.groups.yahoo.com/group/gehmceiauff/?yguid=278763148

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

O Núcleo de Estudos de História do Cristianismo e Afins (NEC), vinculado ao Centro de Estudos Interdisciplinares da Antigüidade (CEIA) da Universidade Federal Fluminense, em Niterói, RJ, congrega pesquisadores e interessados no estudo do Cristianismo Primitivo e nos temas a ele correlatos, fundamentais à sua mais precisa compreensão, tais como o Judaísmo Antigo, a Cultura Greco-Romana e as Religiões Comparadas, mas também a Antigüidade Tardia e o Islamismo, enquanto desdobramentos do patrimônio judaico-cristão.

Ao lado do caráter acadêmico, visando a pesquisa e o aprofundamento científico do tema, o Núcleo se propõe como espaço para um sadio e fraterno diálogo religioso, tendo como um de seus objetivos a mútua compreensão das raízes de três das mais importantes experiências religiosas contemporâneas irmanadas na fé monoteísta de Abrahão.

Imagem acima: detalhe de uma das faces internas do Arco de Tito em Roma. Destruídos Jerusalém e o templo, 70 d.C., pelo futuro imperador, as legiões entram em triunfo trazendo, nos seus despojos, a menorá, do templo saqueada. O ano é decisivo no desenvolvimento do judaísmo e cristianismo antigos.

Notícias sobre o "I Simpósio de Estudos sobre A Bíblia e o Antigo Oriente Próximo", promovido pelo Núcleo, a ocorrer na UFF nos dias 23 e 24 de outubro de 2008 serão oportunamente veiculadas nesta lista.

http://br.groups.yahoo.com/group/cristianismoantigo/

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de História Antiga para adicionar comentários!

Comentário de Patricia Maria O.Teixeira em 27 julho 2009 às 13:25
Esse 1º "post" foi postado agora?
Pq já passou o prazo, infelizmente....
Comentário de Michel Goulart em 26 julho 2009 às 20:44
Então seja bem vinda, Flávia. Participe, pois tem muita coisa boa por aqui. Sucesso! B3ijão!!
Comentário de Flavia Reis em 26 julho 2009 às 20:22
Amo História Antiga,me interesso por todo tipo de material sobre o assunto e palestras, estou feliz por participar desta comunidade.
Comentário de Breno de Magalhães Bastos em 7 julho 2009 às 19:15
Disponibilizo a vocês o endereço de um trabalho sobre Filosofia e História Antiga e Medieval. Trata-se do Portal Veritas, um projeto que desenvolvi para viabilizar material acadêmico e referências afins. Vejam o link:

www.portalveritas.blogspot.com

Esperamos que gostem!
Comentário de Amonra em 18 maio 2009 às 21:52
A PUCRS em conjunto com o Goethe-Institut tem a imensa satisfação de anunciar a promoção da XV Jornada de Estudos do Oriente Antigo, a acontecer entre os dias 04 a 06 de junho de 2009 em Porto Alegre/RS. Nesta edição a Jornada contará com a presença da Dra. Sylvia Schoske, Diretora do Museu Egípcio de Munique, Alemanha.

Inscrições: www.pucrs.br/eventos/orienteantigo
Comentário de Valter Pitta Moreira em 7 fevereiro 2009 às 13:18
A História revela quem somos

Os fatos do passado de uma pessoa ou de um grupo explicam, em grande parte, suas qualidades e defeitos no presente. Tudo tem uma origem, um começo, um porquê. Mas o tempo passa e muitas dessas informações caem no esquecimento ou nunca tomamos conhecimento de que tal fato aconteceu.

Francis Bacon defendia que a memória é o principal instrumento para entendermos as questões históricas. Memória é a capacidade de reter idéias, impressões, fatos e conhecimentos. Ela ajuda a lembrar que a vida é dinâmica; por isso, as mudanças a cada década são inevitáveis. Ajuda a entender que os métodos de trabalho que funcionaram numa geração podem não funcionar com outra. Leva a descobrir que cada época tem suas características especificas e o homem precisa ser reeducado para vivê-la melhor.


********************************************************************************************
O fascinante universo da História
*
Um portal de história, criado para vc que tem sede de conhecimento.
Povos, Impérios, Dinastias e muito mais....
acesse:
www.universodahistoria.blogspot.com

A simplicidade de um blog, com a qualidade de um grande site.


Um grande abraço!!!
Valter Pitta
www.valterpitta.blogspot.com


********************************************************************************************
Comentário de Valter Pitta Moreira em 27 dezembro 2008 às 19:52
Para que serve a História:
*
*
1) “A História serve para justificar visões de mundo” – Prof. Dr. André Ricardo Valle Vasco Pereira (Ufes)
*
2) “Com a História entende-se o passado, compreende-se o presente e faz-se projeções para o futuro” – Prof. Dr. Sebastião Pimentel Franco (Ufes)
*
3) “A História serve para se entender o presente” – Prof. Ms. Josemar Machado de Oliveira (Ufes)
*
4) “A História é uma das formas de reflexão da vida social, pois nossa sociedade é auto-reflexiva” – Prof. Dr. Estilaque Ferreira dos Santos (Ufes)
*
5) “A História serve para se entender o desenvolvimento das sociedades e dos valores da humanidade; com ela o historiador constrói e divulga conceitos e ideologias com o intuito de promover uma melhora na vida das pessoas” – Profa. Dra. Maria da Penha Smarzaro Siqueira (Ufes)
*
6) “A História serve para que nos divirtamos lendo uma novela que aconteceu na realidade” – Profa. Dra. Patricia Grau-Dieckmann (Univ. de Buenos Aires)
Mas afinal, para que serve a história?
Deixando as utopias de lado, podemos dizer que ela não serve para nada, a não ser para alimentar nosso ego de conhecimento ou nos torturar diante de uma percepção de mundo que a ela própria nos permite conhecer. Porque o que observamos de fato é a gradual derrocata do mundo sem que possamos fazer algo que realmente mude alguma coisa.
*
*
Um grande abraço!!!
*
Valter Pitta
www.universodahistoria.blogspot.com
Comentário de José Luis Santos Fernández em 27 novembro 2008 às 17:17
'El Olimpo oculto de Berlín'

Foto: La estatua que representa a la diosa Afrodita, es una de las obras que se pueden contemplar en la muestra. (FOTO: EFE).

El Museo de Pérgamo rescata a sus Dioses griegos del olvido. 'El Olimpo oculto de Berlín' llegó ayer a Berlín con obras griegas, ánforas, escudos, relieves y joyas de más de 2.000 años de antigüedad.

Vía: ÚRSULA MORENO JUNGLEWITZ | La Voz Digital.es, 27 de noviembre de 2008

Los dioses griegos han vuelto a casa, el histórico Museo de Pérgamo, donde ven desde ayer la luz en todo su esplendor bajo el lema El Olimpo oculto de Berlín, una muestra que rescata fondos del olvido y que es fruto de la globalización museística.

Si la Fundación Armando Alaeres Penteado (FAAP) de Sao Paulo no se hubiera encargado de restaurar más de un centenar de esculturas de deidades griegas, ánforas, escudos, relieves y joyas arqueológicas de más de 2.000 años de antigüedad, éstas hubieran seguido condenadas sine die a dormir en las entrañas del Pérgamo.

De un «éxito al cien por cien» calificó Andreas Scholl, director de la Colección Antigua, este acuerdo germano-brasileño, que permitió a Brasil ser pionera hace dos años y mostrar parte de estos objetos en sendas exposiciones en Sao Paulo y en Río de Janeiro.

Casi 300.000 visitantes se hicieron entonces una idea de lo que era el Altar de Pérgamo que fue reconstruido sólo para esta muestra, y se contagiaron del «misticismo» griego, explicó ayer la directora de la FAAP, María Izabel Branco Ribeiro. Como si quisiera asegurarse de que los dioses, que restauraron por valor de casi medio millón de euros, encuentran en el Pérgamo la paz que les corresponde, Branco Ribeiro recordó con nostalgia como acarrearon «22 toneladas de mármol y piedra hasta Sao Paulo». Quisieron «sacarlas del habitual contexto didáctico», al que de otra forma hubieran sido constreñidas, apuntaron, tanto los representantes brasileños como alemanes.

Scholl explicó que se concibió una muestra capaz de reproducir el contexto en el que esas obras de arte fueron admiradas por sus coetáneos y así, la Sala del Jardín, por ejemplo, reproduce una villa romana en la que las esculturas dionisíacas se reflejan en el agua.

Divinidades

En la segunda planta del museo y hasta el próximo 5 de julio nos dan la bienvenida las divinidades supremas del Olimpo: Zeus, Poseidón y Hades, y sus contrapartidas femeninas, Deméter y Hera, para dar paso a Atenas, la más inteligente de las hijas de Zeus, flanqueada por ánforas y jarrones con motivos mitológicos. De las casi 200 piezas que pueden verse en salas, pintadas en elegantes tonos que contrastan con la blancura de estatuas, frisos, ánforas y figuras, «dos tercios no habían visto aún la luz», explicó Scholl a Efe, quien citó la falta de espacio y el mal estado de conservación, entre los motivos para haber quedado relegadas.


Foto: Detalle del Altar de Pérgamo

Desde 1945, cuando fueron devueltas por el gobierno soviético, no habían salido de las bodegas del museo. Armas, cascos o escudos que arrebataban al enemigo y que ofrecían a los dioses se alternan con relieves que estaban en los lugares sagrados y que presentan escenas de mortales (más pequeños) adorando a sus deidades (de mayor tamaño). «Las mujeres no podían asumir funciones políticas pero sí religiosas, y como sacerdotisas tenían un papel destacado», explicó Scholl al hablar de un friso que representa a Atena en el templo del Partenón.

Claro que pese a tratarse de «la mayor muestra de Arte Antiguo jamás vista en Berlín» y por supuesto en Latinoamérica, Scholl recordó que no es más que «la punta del iceberg», porque los fondos del Pérgamo son inmensos. Sin embargo no es de esperar que El regreso de los dioses: el Olimpo oculto de Berlín convoque a las mismas masas que con su marcha a Brasil, donde los arcaicos eran unos exóticos. Aquí sin embargo están demasiado mal acostumbrados.

Y no será la última empresa germano-brasileña. Ya están preparando exposiciones sobre la Bauhaus en Brasil para el año próximo, cuando se cumplan noventa años de la fundación de esta escuela en Weimar que sentó las bases de diseño, arte y arquitectura.
Comentário de Mara Cristina Gonçalves da Silva em 24 outubro 2008 às 15:55
Gostaria de receber indicações de bons livros paradidaticos para o estudo de Roma antiga. Obrigada
Comentário de Valter Pitta Moreira em 24 setembro 2008 às 20:05
O fascinante universo da História

Um portal criado para você
que tem sede de conhecimento.

Impérios, reinos, batalhas, reis,
povos da antiguidade e muito mais...
Acesse: www.universodahistoria.blogspot.com/

A simplicidade de um blog,
com a qualidade de um grande site
 

Membros (797)

 
 
 

Links Patrocinados

café história acadêmico

História do Brasil contemporâneo: Confira na íntegra a tese de doutorado "De Sarney a Collor: reformas políticas, democratização e crise (1985-1990)", defendida por David Maciel em 2010, na Universidade Federal de Goiás. Clique na imagem.

Cine História

Boa sorte

Está em cartaz nos cinemas nacionais o filme brasileiro "Boa sorte", dirigido por Carolina Jabor e com Deborah Secco no elenco. 

Sinopse: O adolescente João (João Pedro Zappa) tem uma série de problemas comportamentais: ele é ignorado pelos pais e se torna agressivo com os amigos de escola. Quando é diagnosticado com depressão, seus familiares decidem interná-lo em uma clínica psiquiátrica. No local, ele conhece Judite (Deborah Secco), paciente HIV positivo e dependente química, em fase terminal. Apesar do ambiente hostil, os dois se apaixonam e iniciam um romance. Mas Judite tem medo que a sua morte abale a saúde de João.

Parceiros


Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

© 2014   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }