Ensino de História-Nível Médio e Fundamental

Informação

Ensino de História-Nível Médio e Fundamental

Como lidar com a realidade da sala de aula? Textos, idéias e relatos são bem vindos. Mas, por favor, evitemos transformar essa comunidade num Muro das Lamentações. Todos sabemos das condições de trabalho e do café frio...

Membros: 452
Última atividade: 3 Jun

Fórum de discussão

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Ensino de História-Nível Médio e Fundamental para adicionar comentários!

Comentário de Regina Ribeiro em 6 junho 2010 às 11:49
Convite

Comentário de Jonathan Alves Martins em 4 junho 2010 às 18:22
Boa Noite, Sou professor de História e preciso de ajuda!
Até entao venho trabalhado com curso superior e o Ensino Médio EJA. Pela primeira vez estou lecionando para o Fundamental, mais especificamente 6ª e 7ª séries. Estou com muita dificuldade pois eles nao prestam atenção e o trabalho nao rende. Nao consigo seguir meu plano de aula. O que faço/ rsrsr
Comentário de Fabia Maria Magalhaes em 23 maio 2010 às 20:07
Olá pessoal, estou terminando um curso de graduação em História, é meu primeiro ano tb em sala de aula nível médio e fundamental. Espero aproveitar o máximo das experiencias de vcs. Abçs.
Comentário de DIRLEI FATIMA KLEIN em 10 abril 2010 às 22:24
Olá
As metodologias a que você se refere estão disponíveis, gostaria de conhecer e discutir o assunto
Comentário de Silvano Fidelis de Lira em 10 abril 2010 às 15:48
Olá pessoal, trabalho com o ensino de História e tenho trabalhos sobre metodologias de aulas na pós-modernidade...
Comentário de Reinaldo Seriacopi em 4 abril 2010 às 7:42
Gelson, se posso te dar alguma dica, eu sugeriria tentar fazer com que o ensino de história não fosse desvinculado da realidade dos alunos. Eles vão estudar sobre Grécia antiga, por exemplo? Então,antes de entrar no tema, por que não discutir com eles o processo eleitoral brasileiro (os alunos sabem que teremos eleições nesse ano), entrar no conceito de democracia para daí chegar aos gregos. Com isso, os alunos perceberão que estudar história não é "estudar coisas que aconteceram há muito tempo e que não servem para nada". O estudo de história a ter um sentido muito mais amplo.
Comentário de Robson Felipe Viegas da Silva em 3 abril 2010 às 21:11
Vc tem razão Gelson, poucos são formados para desenvolver esse tipo de trabalho, como vc sabe nos cursos de graduação há ojeriza do ensino de EB, daí essa solidão. É assim mesmo, mas penso que no lugar de conteúdo vc devia começar pelas competências e habilidades que precisa ajudar os alunos a desenvolver. Começe pelos PCN's, eleja as hab/comp. necessárias para cada turma, e então escolha os conteúdos que possibilitem o desenvolvimnento dessas hab/comp. O conteúdo é meio, não fim.
Comentário de GELSON OLIVEIRA FREIRE em 3 abril 2010 às 17:26
Obrigado pela dica! O que tenho de claro hoje, é a preocupação sobre como ajudar as crianças a construir um conhecimento, realmente eficaz para sua vida adulta. É dificil triar o conteúdo, diante de tantas informações que são apresentadas a eles diariamente, através de meios eletronicos.
e na maioria da vezes sinto que é uma luta solitaria pois outros docentes, não tem preocupação com isto.
Comentário de Robson Felipe Viegas da Silva em 3 abril 2010 às 16:45
Gelson, a primeira coisa é vc ter bem claro o que é que está fazendo na escola e em que os alunos vão usar o conhecimento que vc vai construir com eles. Isto claro, não há porque se apavorar.
Comentário de Robson Felipe Viegas da Silva em 3 abril 2010 às 16:43
Por trás disto que vcs estão comentando está a velha questão de pra que serve a história. Tirando o vestibulaer, em geral, professores e alunos não sabem da finaliudade dela. Não encontram finalidade, e isso começa no curso de formação e depois se reproduz na EB. Precisamos nos mexer, um dia a sociedade desperta e vê quenão precisa mais da nossa disciplina na grade, daí, vamos vender pipoca...
 

Membros (452)

 
 
 

Links Patrocinados

Cine História

Sobrevivente

Chega aos cinemas o filme islandês "Sobrevivente", de Baltasar Kormákur. 

Sinopse: Durante o inverno de 1984, um barco pesqueiro naufraga no Atlântico Norte, nas proximidades da Islândia. Os tripulantes tentam sobreviver, mas as águas geladas impedem que essa tarefa seja facilmente concluída, restando apenas Gulli (Ólafur Darri Ólafsson), um homem bom, de fé, querido por todos, e com uma vontade de viver inacreditável. Após nadar por cerca de seis horas e enfrentar vários percalços, ele consegue contato com a civilização. Após a incrível experiência vivida, Gulli terá ainda que viver com a dor da perda dos amigos e, pior, a incredulidade de todos, que não entendem ele ter sobrevivido a uma situação tão extrema e insistem em fazer testes para saber como isso pode ter acontecido. Baseado em fatos reais.

documento histórico

Guerra do Paraguai: Prédios paraguaios após a Guerra do Paraguai s.l., [186-]. Arquivo Polidoro da Fonseca Quintanilha Jordão. Fonte: Arquivo Nacional

Conteúdo da semana

Leituras da escravidão: O mini-documentário 'Leituras da Escravidão' aborda a escravidão na província do Paraná através do relato de estudantes de História da Universidade Federal do Paraná, que pesquisam o tema em processos judiciais do século XIX no Arquivo Público do Paraná

Parceiros


Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

© 2014   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }