A Pátria de Chuteiras, A História de um Povo!

Informação

A Pátria de Chuteiras, A História de um Povo!

Aproveitando o clima de copa do mundo, lanço este grupo para analisarmos a influência do futebol na construção da sociedade brasileira ao longo dos anos. Para os outros uma derrota para o brasileiro uma Tragédia Épica! Comentem.................!!!

Membros: 13
Última atividade: 14 Maio, 2011

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de A Pátria de Chuteiras, A História de um Povo! para adicionar comentários!

Comentário de Joabe Tavares de Souza em 10 julho 2010 às 14:42
Este email me trouxe um sentimento dividido! Uma morte trágica exige respeito! No entanto, a criatividade e o humor do brasileiro sempre me fascinam nestes casos, só por isso passo adiante.

1. Qual a diferença entre o Ronaldo Fenômeno e o Bruno? Resposta: O
que não mata, engorda!

2. As mulheres dizem que Cristiano Ronaldo e Kaká são lindos de
morrer. Elas precisam conhecer o goleiro Bruno. Ele é de matar.

3. Bruno dispensa advogado alegando que, como ele é goleiro, fará sua
própria defesa.

4. Goleiro Bruno vai mudar de esporte. Vai pro XADREZ.

5. Fase do mata-mata: Cristiano Ronaldo mata no peito, Luís Fabiano no
braço, Val Baiano na canela, Felipe Melo no campo e o Goleiro Bruno no
sítio.

6. O Bruno é tão bom goleiro que nunca engoliu frangos, agora, quando
o assunto é presuntos....â!...

7. Poderiam ter levado para a Copa o goleiro Bruno do Flamengo,
estaríamos sossegados agora nesta fase do mata-mata!!!!!

8. Esse time do flamengo é bom! O que mata é o goleiro!!!

9. Sorte de hoje: o goleiro Bruno não sabe que você tem um filho dele.

10. Enquanto o Loco Abreu coloca, o Bruno enterra.
 

Membros (13)

 
 
 

Links Patrocinados

Cine História

A Oeste do fim do mundo

Está em cartaz nos cinemas brasileiros a co-produção Brasil-Aregentina, "A Oeste do fim do fo mundo", de Paulo Nascimento.

Sinopse: Leon (César Troncoso) é um homem introspectivo que vive em um velho posto de gasolina, perdido na imensidão da estrada transcontinental entre a Argentina e o Chile. Seu único amigo é Silas (Nelson Diniz), um brasileiro que volta e meia o visita para trazer peças para consertar a moto dele. Um dia, a paz de Leon é abalada com a chegada de Ana (Fernanda Moro), uma mulher que escapou da tentativa de abuso sexual de um caminhoneiro com quem tinha pego carona. Sem ter para onde ir e no meio do deserto, Ana recebe abrigo de Leon inicialmente para apenas um dia. Só que o tempo passa e ela não consegue sair do local.

café história acadêmico

Biografia: confira na íntegra o artigo da historiadora Mary Del Priore: "Biografia: quando o indivíduo encontra a história". Resumo:A biografia, uma das primeiras formas de história – depois das dos deuses e de homens célebres –, retém cada vez mais a atenção dos historiadores. Todavia, a moda da biografia histórica é recente. Com efeito, até a metade do século XX, sem ser de todo abandonada, ela era vista como um gênero avelhantado, convencional e ultrapassado por uma geração devotada a abordagens quantitativas e economicistas.

EVENTO EM DESTAQUE

Parceiros


Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

Atenção!

O Café História respeita a opinião de todos nos mais diversos espaços da rede. Reserva-se, no entanto, o direito de suspender textos de teor ofensivo, agressivo ou que sustente preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com o bom senso e as leis brasileiras. Da mesma forma, o Café História poderá suspender membros que publiquem este tipo de conteúdo. Se identificar algum conteúdo ofensivo ou comportamentos inadequados, por favor notifique-nos: cafehistoria@gmail.com

© 2014   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }