1755. Lisboa é quase totalmente destruída por duas catástrofes naturais: 1°) temos um tremor de 9 graus na escala Richter e 2°) um tsunami de 8 metros de altura (há especialistas que alegam que ele chegou a ter 20 metros). Pois é... Este não foi um bom momento para Portugal, vizinha de países revolucionários e formente influenciada - especulando - pelas "subversivas" ideias propagadas pelos porta-vozes das "Luzes".

Minha dúvida é: De que forma o Terremoto de Lisboa irá repercutir na política interna portuguesa?

Um abraço.

Exibições: 148

Responder esta

Respostas a este tópico

Na política, o terramoto foi também devastador. O ministro do Rei Dom José I, o Marquês de Pombal era favorito do rei, mas não do agrado da alta nobreza, que competia pelo poder e favores do monarca. Depois de 1 de Novembro, a eficácia da resposta do Marquês do Pombal (cujo título lhe é atribuído em 1770) garante-lhe um maior poder e influência perante o rei, que também aproveita para reforçar o seu poder e consolidar o Absolutismo.

Isto leva a um descontentamento da aristocracia que iria culminar na tentativa de regicído e na sbsequente eliminação dos Távoras (uma das mais ilustres Casas nobiliárquicas portuguesas). Para além do agravamento das tensões políticas em Portugal, a destruição da cidade de Lisboa frustrou muitas das ambições coloniais do Império Portuguêsde então.

Ótima contribuição, Luís!

A reconstrução orientada por Pombal engrandeceu e modernizou Lisboa. 

RSS

Boletim Café História

Anúncio

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

© 2017   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }