O Café História mudou de endereço, plataforma e identidade visual. Clique aqui para conhecer o novo Café História. Nós deixamos de ser uma rede social e somos agora um portal totalmente voltado para a divulgação de história. Nossa principal missão é divulgar o conhecimento histórico produzido nas universidades: para o grande público e para o meio acadêmico. Para entender melhor a mudança, clique aqui. E atenção: o antigo Café História (www.cafehistoria.ning.com) permanecerá online somente até o dia 2 de abril de 2017. Depois disso, todo o seu conteúdo será apagado, inclusive perfis e blogs. Tem algum conteúdo que você queira salvar e não sabe como? Nós temos uma sugestão. Clique aqui e leia o texto até o final. Esperamos contar com você como leitor do novo Café História!

Assine o novo Boletim Café História - receba em seu e-mail nossas novidades

Toda semana nós enviamos um e-mail com as novidades no campo da história e ciências humanas. Quer receber o nosso Boletim Café História? É bem fácil!

A frase atribuída ao francês Luís XIV, mostra bem quem mandava na política na Idade Moderna: os reis. Como eles adquiriram e puseram em prática tal poder absoluto?

Exibições: 1800

Responder esta

Respostas a este tópico

Não foram só eles. A dominação se dá de diversas formas, mas a mais utilizada mesmo é o terror.
Você pode ter poder sobre outras pessoas fazendo com que elas dependam financeiramente de você - O Estado arrecada tudo, deixando o povo ser recursos. Tudo o que o povo necessitasse era preciso pedir ao Estado. Mas o medo, o terror era a melhor arma. Montava-se um exército e ele era o peso da balança. Um exército forte era sinonimo de dominação.
Esse negócio de "líder carismático" e etc, é um pouco de inocência. Poder era sinônimo de força. De total falta de compaixão.

Filipe: muito bem detalhada a sua explanação e por isso só queria fazer um complemento. Todos os fatores foram bem comentados e explicados. Não sei se lerá essa resposta minha, mas sempre prezo pelas boas colaborações que só nos inspiram a fazer o mesmo. Nisso só queria complementar com a ideia da teoria do direito divino que foi uma teoria criada durante a Idade Média, no auge do absolutismo para justificá-lo.


Sobre ela os principais argumentadores da teoria foram Jean Bodin e Jacques Bossuet, franeses que justificaram a monarquia absolutista na França, sobretudo do reinado do "Rei Sol", Luis XIV. De acordo com essa teoria o rei era o representante de Deus na terra, o enviado d'Ele para governar seu povo, o que dava ao monarca o poder absoluto. Numa escala de poder, o rei estava abaixo de Deus, e abaixo do rei, a lei e o clero. Logo em seguida, mandavam os nobre e por último o povo.

Um abraço a você e a Thays

RSS

Boletim Café História

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

© 2017   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }