Desisti de uma tese de monografia sobre este assunto. Até que ponto a educação influencia a índole de um indivíduo? Sou advogado e cada vez mais estou convencido de que a educação tem importância ímpar na formação do ser humano, mas não a ponto de torná-lo pior ou melhor em sua essência. Como explicar o aumento da criminalidade, por exemplo, associando tal fato a educação? A falta de oportunidades, a desigualdade social contribuem mas não são determinantes. Gostaria da opinião dos meus colegas do site, pois tenho observado, nos diferentes fóruns, uma gama de ideias e opiniões sensacionais.

Atenciosamente,

Rafael.

Exibições: 4117

Responder esta

Respostas a este tópico

Ola Rafael, pois é... essa é uma grande dúvida que também carrego, no entanto, posso perceber que a educação é essencial para a formação da pessoa, já que possibilita a inserção da pessoa na sociedade e a sua aceitação, agora, observe a educação é muito mais que ir à escola, ter um certificado que lhe garanta a subsistência e uma vida financeira estável, entendo que é muito mais e vem associada com o meio em que pessoa nasceu, com as pessoas com as quais conviveu, a aceitação que obtive em seus projetos desde a infância.

Muitas vezes, existem pessoas que nascem em ambientes paupérrimos e se tornam cidadãos respeitáveis, enquanto outros o oposto. Isso me leva a crer que existe uma segunda natureza no ser humano, uma carga genética que as crenças divinas explicam como originárias de outras existências.

Enfim, há de se avaliar caso a caso e não generalizar e nem acreditar que há uma fórmula milagrosa que solucione essas questões, agora, certeza é que o respeito à vida, à liberdade e a pessoa com todas as imperfeições aliado à educação, sem dúvida que iria diminuir a violência.

Bom é isso. Esse tema é fascinante.

Abraços

Muito obrigado pela resposta. Humanista, concordo quando diz que o respeito à vida, à liberdade e a pessoa aliados à educação faz a diferença. Todos nós temos um lado bom e um ruim mas sabemos, ou melhor, aprendemos a dosá-los conforme as circunstâncias e ocasiões, respeitando limites. A falta desses limites, que aprendemos desde crianças e o pouco caso do Estado com a população ocasionam, de certa forma, uma inversão de valores. Acreditar que ser desonesto é o único caminho para se alcançar algo, o Direito que não é justo, a falta de oportunidades, a burocracia... Parece que estamos regredindo. A população, cansada, fazendo justiça com as próprias mãos, a falta de vergonha e de brio dos nossos representantes, preocupados com o poder individual e partidário e mandando o povo às favas, preocupa. Tenho tanta vontade de ser pai mas ao mesmo tempo, receio trazer um filho para viver isso tudo. Nossos futuros representantes, hoje, estão dançando funk e fazendo apologia ao crime, estão vendo pessoas apanharem e morrerem nas ruas e achando normal. Sim, o tema é fascinante e preocupante.

Agradeço a sua gentileza em me responder. Obrigado por compartilhar suas ideias comigo. Acabo sempre aprendendo, cada vez mais. Sua crença sobre a segunda natureza humana "carga genética" é ótima e também uma fonte de grande exploração para uma pesquisa.

Um grande abraço e mais uma vez, obrigado.

Obs: Ainda falando sobre a carga genética, alguns anos atrás, sem querer, ouvi uma pessoa criticando minha mãe por ter me adotado e também os meus irmãos. Essa pessoa dizia que ela deveria ter muito cuidado pois não sabia quem ela estava criando. Ora, fomos adotados com dias de vida, quem me criou foi minha mãe adotiva, como não saber quem vc está criando? Para muitas pessoas, o meu sangue me condena, hehehehehe. Não sei nada sobre minha família biológica e não tenho curiosidade de saber, o que eu sei, é que essa senhora, que alertou minha mãe, hoje está acamada e apanhando do filho natural. Esse infeliz, gerado dentro do ventre dela, não sabe o que é gratidão e respeito. Talvez se tivesse sido adotado, não agiria assim.

Rafael, essa pergunta nunca foi fácil de responder. 

Intriga os filósofos desde sempre. Você já leu Rousseau?

Seus trabalhos, talvez, representem o que há de melhor sobre essa indagação. 

Obrigado  Bruno pela dica.

O pouco contato que tive a respeito de Rousseau foi durante a faculdade e sempre voltado ao Direito como em o "Contrato Social". Grande coincidência, dia 15 de janeiro foi meu aniversário e eu ganhei um coleção chamada "Grandes Pensadores", começarei a minha leitura por ele. Obrigado.

É um dos meus pensadores favoritos. 

:)

Olá Rafael..já viu o comportamento de um bebê? Para ele o mundo exterior nem existe nos primeiros meses. O ser humano nasce egocêntrico ao extremo mas vai melhorando aos pouquinhos. Acho que geneticamente algumas pessoas podem ter uma tendência para má índole que pode ser fortalecida ou enfraquecida pela educação. Infelizmente é que essa índole má dificilmente se altera, parecendo até ser uma característica inata, mesmo quando atenuada pelo contato social. Tanto que isso pode ocorrer em pessoas inteligentes, economicamente estáveis, e até educadas, quanto em pessoas burras ,ignorantes e pobres. Um abraço.

 

Olá Obsoleta, como vai?

Obrigado pelas considerações, concordo com você. Você não imagina o quanto me intriga este assunto! Ouvir, por exemplo, que a sociedade é culpada pelo comportamento irracional e desmedido de um ser humano, sempre foi demais para mim. Pude, por algum tempo, trabalhar ao lado de um juiz em uma vara criminal. Nesse tempo, observei exatamente o que você disse. Pessoas miseráveis, sem educação que não sabiam ler nem escrever e também, pessoas abastadas, esclarecidas, muito bem educadas e dotadas de condições e oportunidades, sendo julgadas pelos mesmos crimes. Parecidas na forma de pensar e de agir. Realmente, muitos deles, não haviam tido uma boa orientação/educação por parte dos pais. Outros, uma educação exemplar, alguns, de famílias que eu mesmo conhecia. Pessoas de bem, batalhadoras e com outros filhos ótimos e que nunca deram problemas mais sérios. Quando questionei a educação no fórum, o fiz baseado nisso. Diante de todos aqueles exemplos, a educação parecia não fazer diferença. Uma psicóloga, professora da faculdade onde estudei, uma certa vez me disse que se fosse analisar todas essas pessoas, encontraria nelas, algum grau de desvio mental e que o que nós conhecemos por má índole, nada mais é do que a manifestação deste desvio aí sim, agravado pela falta de educação, oportunidades, violência doméstica e todas as conhecidas mazelas da sociedade.

Um forte abraço e obrigado.

Boa tarde,Rafael

As criancas veem ao mundo e nao teem maldade,sao puras de coracao,mas depois veem a formacao errada,de pais com problemas de toda a espècie e os filhos sao apanhados na teia.

Esta è uma explicacao.

Os adultos escolhem uma profissao que tambem nao ajuda e isso vai despoletar possìveis tendencias mesmos boas e isso serà como um rastilho para ser inìciado no crime.

Entre estas estao os Carcereiros,pois lidam diretamente com os bandidos que estao presos;

Os polìcias que prendem os bandidos tambem teem que aprender um pouco da sua mentalidade,(Modus Operandi);

Os advogados que tambem teem de lidar com estes dois anteriores e os  que teem que lidar com vrodos eles juntos juizes.

Todos este sao pessoas que estao em risco de se tornarem potenciais criminosos e nao sua grande maioria isso acontece,mais na pessoa dos advogados que perdem o controlo e entram no mundo do crime e acabam no cadeia por nao terem sido capazes de distinguir o bem do mal.

Existem mais situacoes que podem ser discutidas e o farei no próximo comentàrio.

Abrs.

Boa tarde,Rafael

Agora vamos à outra parte,pois è esta que te faz mistèrio,por isso è que poes a pergunta,e que nao è de fàcil resposta,pois envolve a nossa Prè-existencia e disso nao vamos falar de momento,mas sò ao de leve.

Os assassinos compulsivos,aqueles que dizem que recebem ordens atravès de vozes e nao conseguem parar de fazer mal,eles estao possuidos por espìritos malignos.

Os pedòfilos que depois de passarem algum tempo atràs das grades e uma vez em liberdade vao fazer a mesma coisa,

Estao tambem possuidos por demònios.

Nesta area podem-se agrupar todos os que sem motivos aparente matam e nao se arrependem do que fizeram,porque acham que estao a fazer um bom servico à Humanidade.

Um homen matou a advogada da mulher e foi-se entregar à polìcia,este homem nao è mau nem criminoso,apenas nao aguentou o terror que a advogada lhe fez e matou-a.

Abrs.

Boa tarde,Rafael

Sim,a mà indole nasce com o individuo,mas pode-se dar um jeito dependendo de onde ele nascer,boas ou màs familias,ser acompanhado por gente boa e ter tambem uma boa religiao,coisa difìcil,porque ele terà tendencia para escolher uma que se enquadre com o seu carater,enfim,uma situacao que acaba em princìpio na cadeia e nao se pode fazer nada.

Boa tarde!
Há individuos que nascem com uma certa propensão para a prática de condutas ilícitas,ou moralmente questionáveis,apesar de terem tido a oportunidade de viverem em um ambiente familiar saudável.Talvez a soma dessa condição aliada a fatores externos como má companhia e a ausência de um propósito digno na vida,seja o fator determinante para que a sua personalidade distorcida flosreça e venha à tona,tornando-o mais um entre tantos criminosos que existem no mundo.

RSS

Boletim Café História

Anúncio

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

© 2017   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }