Quais as principais dificuldades de um(a) professor(a) de história em sala de aula ?

Falta de atenção, conteúdo, desinteresse, avaliação, conteúdo, presença, etc...Qual o principal problema enfrentado atualmente pelos professores no ensino de história? Vale para todos: do ensino fundamental ao universitário.

Foto: sala de aula na época Vitoriana

Tags: Ensino, História, Professores

Exibições: 3127

Responder esta

Respostas a este tópico

O principal no meu caso é a falta de material e de espaço físico da ecola, já q a nossa disciplina é muito interessante se trabalhada de forma criativa com os alunos.
Concordo mas, estamos ai pra mudar isso. E, como história não é feita do dia pra noite, daqui a ums cento e poucos amos, um pouquinho + ou- essa realidade sera outra graças as atitudes tomadas por nos hoje.
No Brasil de hoje a grande dificuldade para os professores seria criar uma identidade do aluno com os temas da disciplina de História. Somos no geral uma sociedade que muito mal conhece o seu passado e falta aos jovens e às crianças um ambiente que propicie a aquisição desse conhecimento. Nossas crianças não têm nos pais ou na mídia que assistem informações suficientes sobre a História. Apenas por algumas datas comemorativas que como Tiradentes, o Descobrimento e a Independência é que as crianças passam a ter uma vaga noção. Contudo, falta a partir da própria experiência familiar, um contato sobre o mundo de seus antepassados. Entretanto, acredito que aulas mais interativas, o uso de filmes e de desenhos animados ajudariam bastante a introduzir o aluno no universo da disciplina de História.
penso que o principal problema que um professor de historia poderá infrentar será o sentimento de desleixo e certo desprezo que muitos alunos sentem pela disciplina.
Não é incotido as crianças que Historia é muito importante tanto como Portugues ou Matematiaca, o que iram aprender é a nossa historia é o que fomos ate os dias de hoje é o que aconteceu para algo hoje em dia ser como é.
Na cultura indiana é quase uma humilhação não saber a histori de seu país e familia.

Mas é diferente pois eles dão valor!
Esta pergunta,foi um alvo de discurssão minha com um especialista em Pedagogia na semana passada.
Para íniciar quando voce fala em História, quase ninguém se interessa, mas quando voce explica torna diferente a visão das pessoas que a principio achavam chato ( o que a maioria fala).
Acho que se não for para fazer a diferença, não tenha em mãos a importância de levar a sala a missão de transformar as mentes...
Muitos professores são praticamentes mecanizados o que faz da aula de História um Caos, outros subestimam os alunos em aprenderem ou se envolverem, como saber a história dos seus antepassados.Com isto o professor que realmente quer fazer a diferença tem muita dificuldade por tentar mudar os pensamentos em relação ao professor anterior, a sociedade e a cultura que a envolve e políticamente o governo não está interessado em levar a sala de aula formadores de opnião para não surgir possíveis revolucionarios...
O acompanhamento em alguns livros didáticos são precários, torna o professor limitado e pior que isto é manter longe as informações verdadeiras, mas alguns com tudo isto tentam levar a História até os estudantes...
Como o pedagogo me perguntou; Como poderia passar a um aluno a história de verdade? Aprender grego? Jamais o aluno se interessaria, ou teria mente para isto.
Simples, alguns conhecem como roubar ou participam de tráfico de drogas entre outras coisas, o que seria impossível para esses que fazem coisas que nem todo mundo faz e suas práticas? Assim o traficante Marcola disse ler 2 livros por mês e que adora Nietzche. Será que aprender grego seria tão díficil assim? Ele não teve resposta.
Abraços!
Não sou professor de História. Destarte, responderia a enquete com uma pergunta quiçá ingênua: A maior dificuldade não seria ter que lidar com alunos semi-analfabetos? (O que, em verdade, não seria um problema exclusivo do professor de História.)
Sejamos realistas: mesmo a maioria dos alunos alfabetizados não lê coisa alguma.

Jucemir
As dificuldades encontradas em sala de aulas por um profesor de História é um reflexo da ignorancia perante a cultura,as artes aos povos,em que a sociedade contemporânea se nêga a respeitar e reconhecer dentro da História uma das educações mais importantes .E que demostra em todos tempos e civilizações os comportamentos do homem em sua jornada social e existencial.
Os professores tem um livro que contém seus conteúdos manipulados, esses conteudos não incentivam o aluno a pensar, (digo: pensar historicamente) o professor tem que trabalhar em dobro para desconstruir aqueles conceitos fechados ou limitados, então já foi a aula quase toda, juntando-se a inúmeros problemas, talvés seria bom se deixássemos ou pouco de lado os livros e olhasse ao nosso redor.
O ENEM...
Não tenho dúvida quanto ao desinteresse existente em relação a disciplina de história. Mas um agravante que vejo é a falta de leitura, explicamos em sala, buscamos estabelecer debates, mas parece que nada interessa, infelizmente não será simplesmente com nossas falas que o aluno desenvolverá aprendizagem, pois necessita de investigação, o aluno precisa se sentir motivado a buscar sozinho responder suas inquietações. Eu procuro o tempo todo fazer com que meus alunos aprendam que a história é a disciplina mãe, a partir de sua concepção construimos visões diferenciadas. Ah! vejo como a lingua portuguesa e a matemática são tratadas, existem vários projetos que interligam as duas disciplinas, como o gestar e a história é tratada sempre em segundo plano, isso até me aborrece,não desfazendo das outras disciplinas, mas que gostaria que a hisória fosse valorizada com sua real importância, só assim construíriamos um país verdadeiramente crítico. E nós, mestres da história e tb nossos alunos, bem mais motivados.
Um abraço a todos e parabéns pela discussão.
Andréia

Foi difícil e continuará  por bastante tempo as dificuldades dos professores de História na sala de aula. Todavia, já surge uma luz no final doo túnel. Para trabalhar a disciplina História é preciso gostar da disciplina e transformar em fator primordial no momento da execução. Não é fácil. Por muito tempo me interroguei muito. Primeiro, não tinha o curso de História, era deficiência minha mesmo. Quando tive a oportunidade, fiz minha graduação e como melhorei e me deu subsidio para entender, que para trabalhar História, é preciso ter no mínimo conhecimento suficiente para transmissão dos conteudos e por conseguinte "visão crítica(objetiva) daquilo que está realizando. Fiz uma especialização e trabalhei o tema "A prática pedagógica do professor de História,(na Unidade Escolar de onde vinha a maioria dos alunos que eu trabalhava). Como foi gritante o resultado. O grande problema não era apenas no aluno, ...

Hoje  continuotrabalhando com a disciplina e conseguindo os primeiros resultados "a formação crítica do aluno) . Não é fácil! Mas não é impossível!

Hoje estou na rede particular, mas trabalhei muito na rede pública, embora a realidade seja distinta o desafio é o mesmo.Pois infeleizmente temos uma geração míope que só tem direitos, não acredito muito na pedagogia do "coitadinhos" ou seja os alunos sao incetivados a não estudarem mesmo que os professores cobrem pais, direção e coordenação protejem os "coitadinhos"o resultado está aí a velha crise educacional. Onde só o corpo docente é resposabilizado pelo fracasso. Tenta-se fazer diferente mais os alunos querem tudo mastigado, não estudam, não leem, não vivem simplesmente ocupam lugar no espaço, sem questionamnto, senso crítico, senso ético, etc. O que estamos fazendo nas escolas?           

RSS

Links Patrocinados

Membros

Cine História

Tarja Branca

Está em cartaz em cinemas brasileiros o documentário de estréia do brasileira Cacau Rhoden. 

Sinopse: A partir dos depoimentos de adultos de gerações, origens e profissões diferentes, o documentário discorre sobre a pluralidade do ato de brincar, e como o homem pode se relacionar com a criança que mora dentro dele. Por meio de reflexões, o filme mostra as diferentes formas de como a brincadeira, ação tão primordial à natureza humana, pode estar interligada com o comportamento do homem contemporâneo e seu "espírito lúdico". 

documento histórico

Guerra dos Trinta Anos: Confira o mapa histórico sobre a Guerra dos Trinta Anos (1618-1648), uma das maiores guerras da história da Europa Moderna. 

EVENTO EM DESTAQUE

Parceiros


Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Política de Privacidade

Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

© 2014   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }