links patrocionados

dicas de junho

CURTA O CAFÉ NO face

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Vídeos

  • Adicionar um vídeo
  • Exibir todos

Parceria: NIEJ-UFRJ

 

mural do historiador

História do Esporte

A Revista "Vozes, Pretérito & Devir", Revista de História da Universidade Estadual do Piauí, está com chamada aberta para artigos para o seu próximo dossiê, sobre história dos esportes. O crescimento desse campo de estudos se deu paralelamente ao processo de financeirização e midiatização dessas práticas, que provocou uma virada histórica na organização dos esportes em nível mundial, intensificando sua massificação e colocando-o, em fins do século XX, no centro de uma indústria do entretenimento de vocação transnacional. É improvável que os primeiros praticantes dos sports modernos, reunidos em seletos grupos na Inglaterra Vitoriana, tivessem imaginado as proporções que ganhariam, algumas décadas depois, esses divertimentos desinteressados das classes abastadas. Além das colaborações para o Dossiê História dos Esportes, a revista aceitará artigos livres, resenhas e resumos expandidos de monografias, entrevistas, traduções e publicações de fontes inéditas. A data limite para o recebimento das colaborações é 18 de dezembro. Clique aqui para saber mais.

América Latina

A Revista Eletrônica da ANPHLAC - Associação Nacional de Pesquisadores e Professores de História das Américas - acaba de publicar um novo número: "História, Ensaio e Literatura nas Américas no Século XX". Além do dossiê especial, a revista conta com artigos, conferências e resenhas. A ANPHLAC se dedica ao estudo, à pesquisa e à divulgação de assuntos referentes à História das Américas. E não perca: a publicação já está convocando desde já para o prõximo dossiê, "Exílio e Mercado Editorial na América Latina", cujo prazo foi prorrogado até o dia 23 de agosto de 2015. Para maiores informações, clique aqui

BIBLIOGRAFIA COMENTADA

LINKS PATROCINADOS

Bate-papo

Conversas ativas

Desconectado (1 online)

    Desconectado

    Você está desconectado do bate-papo. Conecte-se para entrar no bate-papo.

    Suspenso do bate-papo

    Neste momento, há várias pessoas conversando sobre história. Para entrar na conversa, você precisa ser membro da rede.

    Faça aqui o seu cadastro!

    café expresso notícias

    Suposto filho bastardo de dom Pedro I viveu na pobreza, mas tornou-se barão em Minas

    Possivelmente fruto de uma noite de amor com a escrava Faustina Jovita, Anacleto Corrêa de Faria era dono de terras em Minas e no Espírito Santo

    O túmulo mal cuidado próximo ao cruzeiro do cemitério de Santo Antônio do Manhuaçu, pacato distrito de Caratinga, no Vale do Rio Doce, a 350 quilômetros de Belo Horizonte, não condiz com a importância da memória do corpo sepultado nele no início do século passado. Trata-se de Anacleto Corrêa de Faria, o barão de Itaperuna, título concedido por Dom Pedro II (1825-1891) poucos meses antes da instauração da República no Brasil, em 1889.
    Historiadores investigam uma história curiosa: Anacleto seria filho bastardo de Dom Pedro I (1798-1834). O título de barão seria o reconhecimento dele como descendente do monarca, que foi ávido por aventuras extraconjugais. Pedro I teve pelo menos 19 filhos. Desses, sete foram gestados por sua primeira esposa, a princesa Leopoldina. Outro, por sua segunda mulher, Amélia de Leuchtenber.

    Anacleto seria fruto de uma noite de Pedro I com a escrava Faustina Jovita, como acredita o professor universitário e pesquisador Flávio Mateus dos Santos, autor do livro A República do silêncio. Para evitar comentários na corte, Faustina teria sido levada para a região onde hoje é a Zona da Mata mineira, próxima à divisa com o Rio de Janeiro. Lá, ela conheceu e foi amparada por um rapaz chamado Luciano Corrêa de Faria. Os dois viveram o resto da vida juntos. Luciano assumiu a paternidade da criança. Tanto que o casal figura como pais biológicos no documento que assegura o nascimento de Anacleto no antigo povoado de Mercês do Pomba, atual Mercês, em 13 de julho de 1819. A criança nasceu numa família humilde e, por anos, viveu longe da fortuna.
    Clique aqui para continuar lendo.

    Fale Conosco

    Encontrou alguma mensagem racista, preconceituosa ou ofensiva no Café História? Entre em contato conosco. Teremos o prazer em ajuda-lo(a):

    Nosso email: cafehistoria@gmail.com

    Atenção!

    O Café História respeita a opinião de todos nos mais diversos espaços da rede. Reserva-se, no entanto, o direito de suspender textos de teor ofensivo, agressivo ou que sustente preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com o bom senso e as leis brasileiras. Da mesma forma, o Café História poderá suspender membros que publiquem este tipo de conteúdo. Se identificar algum conteúdo ofensivo ou comportamentos inadequados, por favor notifique-nos: cafehistoria@gmail.com

     
     
     

    Links Patrocinados

    EVENTO EM DESTAQUE

    café história acadêmico

    Zumbi: Disponível para download gratuito a dissertação “'Zombi, Zambi, Zumbi: narrativas sobre palmares”, do historiador Vinícius Finger, defendida na UNISC (RS). A dissertação foi realizada em narrativa gráfica sequencial por um historiador. O resultado é realmente muito legal. Confira: http://goo.gl/T23Zxt

    bibliografia comentada

    Parceiros


    Política de Privacidade

    Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

    Membros

    © 2015   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

    Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

    body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }