links patrocionados

dicas de novembro

bibliografia comentada

CURTA O CAFÉ NO face

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos
 

mural do historiador

História do México

Está circulando pela internet um importante abaixo assinado para impedir o fechamento da consulta direta dos arquivos da antiga “Dirección Federal de Seguridad”, que atuou durante os anos da chamada “Guerra Suja”, onde se levaram a cabo a perseguição, prisão, assassinato e o desaparecimento de militantes de esquerda no México. Uma nova resolução na Lei de Acesso à Informação do país permite que documentos que contenham dados pessoais de pessoais ainda vivas tardem até 70 anos para serem disponibilizados para consulta pública direta. A medida é um passo atrás no acesso a essa documentação já que até o início deste ano ela podia ser consultada abertamente e também através de um sistema eletrônico chamado INFOMEX. Se você quiser ajudar na reversão desta censura, clique aqui e coloque o seu nome. Para maiores informações, clique aqui.

Cinema pela Verdade

A Mostra Cinema pela Verdade acontece até o fim de abril nos 27 estados do país. Com o objetivo de discutir as ditaduras civil-militar no Brasil e na Argentina,  o projeto exibe gratuitamente em universidades quatro documentários sobre o tema. As sessões são seguidas de debates. Os filmes selecionados para essa edição foram: “Democracia em Preto e Branco”, de Pedro Asbeg; “Em busca de Iara”, de Flávio Frederico; “Osvaldão”, de Vandré Fernandes, Ana Petta, Fábio Bardella e André Lorenz Micheles e “500 – Os bebês roubados pela Ditadura Argentina”, de Alexandre Valenti. O calendário completo da mostra pode ser conferido aqui

Bate-papo

Conversas ativas

Desconectado (2 online)

    Desconectado

    Você está desconectado do bate-papo. Conecte-se para entrar no bate-papo.

    Suspenso do bate-papo

    Neste momento, há várias pessoas conversando sobre história. Para entrar na conversa, você precisa ser membro da rede.

    Faça aqui o seu cadastro!

    café expresso notícias

    Arquivo Público inaugura exposição sobre período colonial em São Paulo

    O Arquivo Público do Estado de São Paulo lança no dia 28 de abril a exposição "Em Nome d'El Rey: 250 anos do governo Morgado de Mateus em São Paulo (1765-2015)". A mostra trata do período colonial no Estado e ficará em cartaz até 31 de julho de 2015.

    A figura central da exposição é o nobre português Luís Antônio de Sousa Botelho Mourão, o Morgado de Mateus, que chegou ao Brasil em 1765 e governou São Paulo até 1775. Sua missão era restaurar a capitania, que fora extinta em 1748.
    Seu governo foi marcado por polêmicas. Ativo e enérgico, o governador trabalhou para reverter o estado de pobreza e abandono em que São Paulo se encontrava. Organizou o governo, reforçou suas defesas, criou vilas, recenseou a população e fomentou a economia.

    Todas essas atividades geraram documentos escritos, como requerimentos, alvarás, avisos, provisões, patentes e cartas de sesmarias, que se consolidaram como ferramentas de governo e diz muito sobre a sociedade que a produziu: ilumina áreas como as relações de poder, estrutura agrária, economia, justiça e organização militar, proporcionando um espelho do Antigo Regime.

    O evento tem início às 9h30, com o Seminário "Em Nome d´El Rey: 250 anos do governo Morgado de Mateus em São Paulo (1765-2015)", que terá a participação de Heloísa Belloto, professora de História da USP e consultora da exposição; Ana Canas, diretora do Arquivo Histórico Ultramarino do Instituto de Investigação Científica Tropical de Portugal; Norma Cassares, diretora técnica do Núcleo de Conservação do APESP; Jobson Arruda, professor do Departamento de História e do Programa de Pós-graduação em História Econômica da USP; Vera Ferline, diretora do Monumento Nacional Ruínas Engenho São Jorge dos Erasmos da USP e presidente da Comissão Gestora da Cátedra Jaime Cortesão da USP/Instituto Camões; Pablo Oller, pesquisador da  Cátedra Jaime Cortesão; e Ana Maria Camargo, professora do Departamento de História da USP e autora de trabalhos na área arquivística.

    Direcionada a todos os públicos, Em Nome d'El Rey conta com material de apoio especialmente dirigido aos visitantes que querem aprofundar o conhecimento na história de São Paulo, mergulhando no acervo do Arquivo Público. A exposição tem o apoio do Consulado Geral de Portugal, da Universidade de São Paulo (USP) e da Casa de Mateus, instituição cultural localizada em Vila Real, Portugal.


    Outras notícias

    Suicídios contaminaram Alemanha nos dias finais da Segunda Guerra

    Arqueólogos estudam esqueletos em construção de linha férrea em Londres

    O Rio aos 450 anos: Historiadores apontam perdas e conquistas

    "Ainda tenho pesadelos", diz sobrevivente 70 anos após o fim do Holocausto

    Fale Conosco

    Encontrou alguma mensagem racista, preconceituosa ou ofensiva no Café História? Entre em contato conosco. Teremos o prazer em ajuda-lo(a):

    Nosso email: cafehistoria@gmail.com

    Atenção!

    O Café História respeita a opinião de todos nos mais diversos espaços da rede. Reserva-se, no entanto, o direito de suspender textos de teor ofensivo, agressivo ou que sustente preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com o bom senso e as leis brasileiras. Da mesma forma, o Café História poderá suspender membros que publiquem este tipo de conteúdo. Se identificar algum conteúdo ofensivo ou comportamentos inadequados, por favor notifique-nos: cafehistoria@gmail.com

    Membros

     
     
     

    Links Patrocinados

    EVENTO EM DESTAQUE

    café história acadêmico

    Cine História

    Noites brancas no píer

    Acaba de chegar aos cinemas brasileiros o filme francês “Noites brancas no píer”, de Paul Vecchiali. 

    Sinopse: No píer de uma cidade portuária, uma jovem mulher espera o homem de sua vida. Todos os dias, um homem, que está passando por um período sabático, caminha pela região. Depois de quatro noites, eles começam a conversar. Ele se apaixona pela mulher, mas precisa ir embora da cidade. Além disso, o homem que ele tanto esperava, aparece.

    Parceiros


    Política de Privacidade

    Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

    Parceria: NIEJ-UFRJ

    © 2015   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

    Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

    body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }