links patrocionados

Fórum

Currículo flexível no ensino médio : você é a favor ou contra ?

Iniciado por Marcelo Gomes da Silva Bruno em Não-categorizado. Última resposta de Marcelo Gomes da Silva Bruno 15 horas atrás . 4 Respostas

Qual o papel das artes na formação de uma sociedade?

Iniciado por Cicero Baratta Pinheiro em História da Arte. Última resposta de Lion Oliveira Togome quinta-feira. 8 Respostas

Por que os EUA se tornou uma potencia?

Iniciado por Mathues Albuquerqui de Oliveira em História dos Estados Unidos. Última resposta de Ivandrey Rodrigues terça-feira. 10 Respostas

dicas de janeiro

CURTA O CAFÉ NO face

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Vídeos

  • Adicionar um vídeo
  • Exibir todos

Membros

Aniversários

 

MURAL DO HISTORIADOR

Pesquisa Histórica

Estão abertas as inscrições para propostas de simpósio temático e minicursos no EPHIS. Até dia 18/01. O Encontro de pesquisa em História (Ephis) é uma iniciativa discente do departamento de História da UFMG. Desde a sua primeira edição, em 2012, o evento procura promover o intercâmbio e diálogo entre os pesquisadores de História do país, a fim de se estabelecer enquanto espaço de debate, interlocução, reflexão e problematização dos que se dedicam a pesquisa histórica. Desta forma, o evento mantém em 2016 a proposta de ser um encontro organizado por e para estudantes, a fim de que jovens pesquisadores possam realizar trocas de experiências e compartilhar inquietações, no intuito de contribuir para suas respectivas pesquisas, , no intuito de contribuir para suas respectivas pesquisas, dentro de um campo de trabalho que por vezes se mostra tão solitário. Assim, o V Ephis se propõe a contribuir para colocar em diálogo várias produções de conhecimento histórico, pensadas enquanto mecanismos para conectar o hoje e o ontem, o passado e o presente, produzindo olhares críticos para o Brasil, levando-se em conta múltiplos espaços, temporalidades e narrativas, seguindo sua missão de se apresentar como um ambiente democrático e horizontal. Para mais informações, clique aqui


Cinemateca Popular

Uma ideia fantástica. Assim podemos definir a Cinemateca Popular Brasileira, organizada pelo Armazém Memória no Youtube. O projeto   disponibiliza centenas de filmes nacionais gratuitamente na internet, tendo por fonte de pesquisa o Dicionário de Filmes Brasileiros de Antônio Leão da Silva Neto (1908-2002) e os catálogos da ANCINE (2002-2013). Disponibilizando à consulta as filmografias de diretores e diretoras, bem como as cronologias dos filmes nacionais por ano de lançamento nos cinemas ou festivais. Uma vez por ano a cinemateca é atualizada, mediante varredura no Youtube. Os filmes disponíveis no Canal podem ser consultados por gênero, direção e ano. Visite a Cinemateca Popular Brasileira, onde estão reunidos 1.235 filmes nacionais dispersos em centenas de canais de usuários do Youtube. Clique aqui

Café História TV

A Paleografia segundo a historiadora Suley Almeida

Nesta nova edição do "Curtinhas", a historiadora Suely Almeida, professora do departamento de história da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), explica o que é Paleografia.

LINKS PATROCINADOS

Bate-papo

Conversas ativas

Desconectado (3 online)

    Desconectado

    Você está desconectado do bate-papo. Conecte-se para entrar no bate-papo.

    Suspenso do bate-papo

    Neste momento, há várias pessoas conversando sobre história. Para entrar na conversa, você precisa ser membro da rede.

    Faça aqui o seu cadastro!

    café expresso notícias

    França abre os arquivos dos colaboradores do nazismo

    Cidadãos e pesquisadores terão acesso aos documentos do regime colaboracionista

    “Sou a garantia da memória coletiva da Segunda Guerra Mundial”, declarou o presidente François Hollande, recém-empossado, em sua primeira visita ao museu histórico de Caen em 2012, como uma declaração de intenções. Mais de setenta anos depois do conflito, o Governo francês decidiu abrir ao público e pesquisadores o grosso dos arquivos relacionados à Segunda Guerra Mundial, incluindo os do regime colaboracionista do marechal Pétain (1940-1944), que presidiu um dos períodos mais obscuros da história recente da França.
    As mais de 200.000 fichas policiais e demais documentos relativos ao período, procedentes essencialmente dos ministérios das Relações Exteriores, Justiça e Interior, estão acessíveis desde segunda-feira, após a publicação de um decreto assinado pelo primeiro-ministro, Manuel Valls. Podem ser “livremente consultados graças a uma derrogação geral (...) antes do previsto pelos códigos do patrimônio”, que estipulam que é preciso esperar 75 anos para a liberação. Uma exceção foi mantida: os documentos sob segredo militar precisarão de uma permissão especial.

    “É uma ótima notícia”, comenta o historiador Denis Peschanski, especialista no período de referência e presidente do comitê do museu histórico do campo de Rivesaltes. “Corresponde a uma vontade pessoal do presidente Hollande, que sempre insistiu na necessidade de realizar um trabalho historiográfico sobre essa época, e a preocupação dos historiadores diante das dificuldades encontradas para acessar determinados arquivos”, acrescenta.

    Até hoje, a maioria dos documentos podia ser consultada, mas era necessário pedir uma permissão à administração responsável, algo que complicava muito a tarefa dos historiadores. “No final das contas, estávamos nas mãos da boa vontade do responsável dessa ou daquela administração e tínhamos muita dificuldade com tudo o que afeta os tribunais militares”, diz Peschanski. “Mesmo há décadas trabalhando com esses documentos, irá facilitar muito nosso trabalho”, acrescenta. Sua única objeção ao decreto é a decisão de manter classificados os papéis considerados como segredo de defesa.

    Fonte: El País

    Continue lendo aqui.
     
     
     

    Links Patrocinados

    café história acadêmico

    Memória Social- Envie seu artigo para o II Seminário Internacional em Memória Social! Acesse aqui o site e confira mais informações sobre inscrição, submissão de artigos, datas, local e a programação temporária. O evento acontece em março de 2016, no Rio de Janeiro! 

    EVENTO EM DESTAQUE

    bibliografia comentada

    Política de Privacidade

    Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

    Atenção!

    O Café História respeita a opinião de todos nos mais diversos espaços da rede. Reserva-se, no entanto, o direito de suspender textos de teor ofensivo, agressivo ou que sustente preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com o bom senso e as leis brasileiras. Da mesma forma, o Café História poderá suspender membros que publiquem este tipo de conteúdo. Se identificar algum conteúdo ofensivo ou comportamentos inadequados, por favor notifique-nos: cafehistoria@gmail.com

    Parceiros


    Fale Conosco

    Encontrou alguma mensagem racista, preconceituosa ou ofensiva no Café História? Entre em contato conosco. Teremos o prazer em ajuda-lo(a):

    Nosso email: cafehistoria@gmail.com

    © 2016   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

    Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

    body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }