LINKS PATROCINADOS

dicas de novembro

bibliografia comentada

CURTA O CAFÉ NO face

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Parceria: NIEJ-UFRJ

 

mural do historiador

Revista História e Cultura

A Revista de História da Biblioteca Nacional de fevereiro tem como tema principal o feminismo. No dossiê, a publicação aborda diversos aspectos do movimento: seu início no mundo e a chegada ao Brasil, as mulheres na literatura e nas artes plásticas, e o feminismo na época da indústria cultural. O dossiê apresenta parte das conquistas e das reflexões sobre o que há por vir na infinita tarefa histórica de compreender o mundo pelo corpo, e vice-versa. Não perca!

Revista Faces

A Revista Faces da História torna pública a chamada de artigos livres e resenhas em fluxo contínuo para o dossiê temático O lugar sem limites: América Latina em perspectiva. A Revista Faces da História é uma publicação periódica online conduzida pelos discentes do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Estadual Paulista – Faculdade de Ciências e Letras de Assis. A proposta visa divulgar a produção científica na área de História e nas suas diferentes interfaces, assim como estimular e desenvolver o intercâmbio entre pesquisadores, docentes e discentes de programas de pós-graduação stricto sensu.  O material deve estar em conformidade com as normas da revista, disponíveis aqui e relacionados ao eixo temático.

Bibliografia Comentada

Bibliografia comentada: História do Esoterismo

O historiador Francisco Mendonça Júnior, doutor em História e Culturas Políticas pela Universidade Federal de Minas Gerais, a convite do Café História, preparou uma bibliografia comentada para aqueles que desejam conhecer uma área tão interessante quanto promissora da historiografia: o esoterismo. 

Por Francisco Mendonça Júnior

A presença acadêmica da pesquisa sobre o Esoterismo é algo relativamente novo, ainda que o tema estivesse já há muito tempo presente, de uma forma ou de outra. Contudo, somente com iniciativas como a criação de cátedras específicas ao estudo do Esoterismo, enquanto fenômeno histórico, em Paris, Exeter e Amsterdã é que entendemos ter-se inaugurado de fato a pesquisa acerca do Esoterismo como uma área acadêmica em si, não sendo apenas objeto de outros campos de investigação, buscando construir uma análise livre de preconceitos e julgamentos de valor. Na qualidade de codiretor do Centro de Estudios sobre el Esoterismo Occidental de la Unión de Naciones Suramericanas (CEEO-UNASUR) apresento algumas obras que considero fundamentais para se começar a conhecer essa área de pesquisa. Aproveito convido a todos para visitar nosso website, onde são disponibilizadas mais referências bibliográficas, além de informações sobre nossas atividades. Clique aqui.

Bate-papo

Conversas ativas

Desconectado (2 online)

    Desconectado

    Você está desconectado do bate-papo. Conecte-se para entrar no bate-papo.

    Suspenso do bate-papo

    Neste momento, há várias pessoas conversando sobre história. Para entrar na conversa, você precisa ser membro da rede.

    Faça aqui o seu cadastro!

    café expresso notícias

    Olimpíadas de História

    Desde o dia 17 de fevereiro estão abertas  as inscrições para a 7º edição da Olimpíada Nacional em História do Brasil

    Elaborada pelo Departamento de História da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), a Olimpíada Nacional em História do Brasil traz o desafio de estudar a história do Brasil por meio de textos, documentos, imagens e mapas, ao longo de questões de múltipla escolha e da realização de tarefas muito especiais!

    A Olimpíada tem um formato original. É realizada por equipes compostas por 4 pessoas: 3 estudantes (oitavo e nono anos do ensino fundamental e qualquer ano do ensino médio) e o professor de história do colégio. As cinco fases online duram uma semana cada uma, e as respostas são obtidas pelos participantes por meio do debate com os colegas de equipe e a pesquisa em livros, internet e com os professores.

    Existe uma fase final para 1200 finalistas, que vão até a Universidade Estadual de Campinas onde realizam uma prova dissertativa, e aguardam o resultado e entrega de medalhas logo no dia seguinte. Nesta oportunidade, conhecem e confraternizam com estudantes e professores de história de todos os estados do Brasil.

    Todos os detalhes, prazos e valores podem ser vistos aqui.


    Outras notícias

    "Ainda tenho pesadelos", diz sobrevivente 70 anos após o fim do Holocausto

    De preferido de Hitler a guarda-costas de Evita Perón

    Historiadores explicam ressurgimento do ideário nazista no Brasil

    Historiador diz que arquivos secretos da Guerra do Paraguai são 'míticos'.

    Pesquisadora resgata história de quilombo dizimado em Casimiro de Abreu

    Igreja submersa volta a aparecer por causa da estiagem, em Petrolândia

    Fale Conosco

    Encontrou alguma mensagem racista, preconceituosa ou ofensiva no Café História? Entre em contato conosco. Teremos o prazer em ajuda-lo(a):

    Nosso email: cafehistoria@gmail.com

    Atenção!

    O Café História respeita a opinião de todos nos mais diversos espaços da rede. Reserva-se, no entanto, o direito de suspender textos de teor ofensivo, agressivo ou que sustente preconceitos de qualquer ordem, que promovam a violência ou que estejam em desacordo com o bom senso e as leis brasileiras. Da mesma forma, o Café História poderá suspender membros que publiquem este tipo de conteúdo. Se identificar algum conteúdo ofensivo ou comportamentos inadequados, por favor notifique-nos: cafehistoria@gmail.com

    Membros

    Vídeos

    • Adicionar um vídeo
    • Exibir todos
     
     
     

    Links Patrocinados

    EVENTO EM DESTAQUE

    café história acadêmico

    Período Regencial: Confira na íntegra o artigo "Revisitando o passado em tempos de crise: federalismo e memória no período regencial (1831-1840), de Luiz Geraldo Santos da Silva e Ariel Feldman. Clique aqui

    Cine História

    Ida

    Premiado na última cerimônia do Osar, o polonês "Ida" é uma das mais interessantes produções atualmente em cartaz no Brasil.

    Sinopse: A jovem noviça Anna (Agata Trzebuchowska) está pronta para prestar seus votos e se tornar freira, só que antes disso, por insistência da Madre Superiora (Halina  Skoczynska), vai visitar a única familiar restante: tia Wanda (Agata Kulesza), uma mulher cínica e mundana, defensora do Partido Comunista, que revela segredos sobre o seu passado. O nome real de Anna é Ida, e sua família era judia, capturada e morta pelos nazistas. Após essa revelação, as duas resolvem partir em uma jornada de autoconhecimento, para descobrir o real desfecho da história da família e onde cada uma delas pertence na sociedade.

    Parceiros


    Política de Privacidade

    Para ler nossa "Política de Privacidade", clique aqui.

    © 2015   Criado por Bruno Leal.   Ativado por

    Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

    body, .xg_reset .xg_module_body { line-height: 1.3; }